O Coronavírus não é uma gripe qualquer

O centro da ação no Brasil é a vigilância de portos e aeroportos e a mobilização de trabalhadores em saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) - e não em espetáculos de quarentena ou posturas absolutamente abomináveis como a do Bolsonaro, que durante semanas se negou a trazer para o nosso país os brasileiros e seus familiares que estavam na China

www.brasil247.com - Paulo Guedes, ministro da economia
Paulo Guedes, ministro da economia (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)


Duas ilações muito fortes deram movimento ao pós-carnaval no nosso país. A primeira, uma fala infeliz, de um ministro de Bolsonaro, dizendo que o Coronavírus é uma gripe qualquer, que passará como outras gripes passaram na história da humanidade. 

Uma ilação incorreta, porque se a gripe passa, passa deixando milhares de mortos. Foi assim com as grandes pandemias, a última grande grande pandemia da Influenza, e tem sido assim com essa emergência de saúde pública global, que é o Coronavírus. 

Menosprezar uma epidemia como essa é o primeiro grande erro no sentido de baixar a guarda e reduzir a força máxima dos trabalhadores e trabalhadoras da saúde no nosso país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O primeiro caso que chegou ao Brasil, veio pela Itália. Não é um chinês, demonstrando erro também na repercussão de estigmas e preconceitos, como foi prática de membros do governo Bolsonaro no começo da epidemia na China. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como também o centro da ação no Brasil é a vigilância de portos e aeroportos e a mobilização de trabalhadores em saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) - e não em espetáculos de quarentena ou posturas absolutamente abomináveis como a do Bolsonaro, que durante semanas se negou a trazer para o nosso país os brasileiros e seus familiares que estavam na China.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A segunda grande ilação é querer colocar a culpa no Coronavírus para a queda nas bolsas e a crise permanente e crônica da economia brasileira. Essa responsabilidade tem nome. É o "Guedes-vírus". E não é um vírus novo. É o vírus da receita do neoliberalismo, que já foi testado no Brasil com Collor, com Fernando Henrique Cardoso, se inicia fortemente com o temer e se mantém com o Bolsonaro. 

O neoliberalismo reduz os investimentos públicos no nosso país, reduz oferta de crédito à grande população brasileira e corta a renda do povo brasileiro. Um dos grandes sintomas dessa receita do neoliberalismo é exatamente a fila de mais de um milhão de pessoas no Bolsa Família e todos os dados deixam claro esse ataque ao Programa que, se já existia no governo Temer, cresceu de forma muito intensa com o governo Bolsonaro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Muito alerta ao povo brasileiro, aos trabalhadores e trabalhadoras da saúde, em relação ao Coronavírus e, que é o "Guedes-vírus".

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email