O foco da mídia é impeachment e não a luta contra a corrupção

Os comentaristas da Globo não se indignam com as escutas telefônicas ilegais- juram que são legais- não se surpreendem com a liberação de conversas da presidente da República de seu país, mesmo sabendo de cor e salteado que nossa Constituição e a Lei de Escuta do Brasil só permitem que isso ocorra com a autorização do STF, tanto a escuta quanto a divulgação dos grampos

Os comentaristas da Globo não se indignam com as escutas telefônicas ilegais- juram que são legais- não se surpreendem com a liberação de conversas da presidente da República de seu país, mesmo sabendo de cor e salteado que nossa Constituição e a Lei de Escuta do Brasil só permitem que isso ocorra com a autorização do STF, tanto a escuta quanto a divulgação dos grampos
Os comentaristas da Globo não se indignam com as escutas telefônicas ilegais- juram que são legais- não se surpreendem com a liberação de conversas da presidente da República de seu país, mesmo sabendo de cor e salteado que nossa Constituição e a Lei de Escuta do Brasil só permitem que isso ocorra com a autorização do STF, tanto a escuta quanto a divulgação dos grampos (Foto: Chico Vigilante)

A farsa da rede Globo e da grande mídia cai por terra. Estava tudo armado, tudo preparado para o golpe final. A pauta é mostrar o povo nas ruas, orquestrado pela poderosa Federação das Indústrias de São Paulo, pelos bispos donos de centenas de rádios em todo o país, e pelos deputados defensores da volta da ditadura militar.

Em processo de amnésia total os colunistas e comentaristas da Globo e dos grandes jornais não se indignam de ter no comando do processo de impeachment um homem como Eduardo Cunha, com tiques de psicopata – sempre com o mesmo sorriso no rosto aconteça o que acontecer.

Eduardo Cunha tem motivos para sorrir. Ele sabe que tem a seu lado a grande mídia que por alguma razão escusa ignora o fato dele ter inúmeros processos por corrupção e lavagem de dinheiro fartamente comprovados por documentação enviada pelo governo suíço. Por que isso não caminha, ninguém diz. Ninguém corre atrás.

Ninguém se surpreende com os arranjos que ele fez durante 7 meses para que seu processo de cassação não ande e com a celeridade com que ele trata as questões do impeachment.

Os comentaristas da Globo não se indignam com as escutas telefônicas ilegais- juram que são legais- não se surpreendem com a liberação de conversas da presidente da República de seu país, mesmo sabendo de cor e salteado que nossa Constituição e a Lei de Escuta do Brasil só permitem que isso ocorra com a autorização do STF, tanto a escuta quanto a divulgação dos grampos.

Preferem defender o juiz Moro, um homem que todos sabemos é um direitista a favor do golpe. Enquanto muitos jornais da imprensa ocidental fazem um copy/paste ( copiar/colar) das opiniões da Globo, o ex agente da Cia, Edward Snowden, comenta em seu twitter, que o governo brasileiro deveria usar telefones criptografados porque ele alertou há três anos que a CIA gravava e fazia escuta de todos as comunicações do governo brasileiro.

Com isso ele está chamando o PT de ingênuo e eu não posso discordar dele. Nós acreditamos na democracia, nas leis , na Justiça. Mas no Brasil nossas instituições estão minadas por entreguistas e a sociedade brasileira contaminada por ideias fascistas.

Estou estarrecido e envergonhado com o comportamento de setores do Judiciário, com a grande mídia familiar brasileira neste processo de cassação imoral do mandato da presidenta Dilma, uma mulher honrada, digna, eleita democraticamente por 54 milhões de brasileiros.

Como disse o ministro do STF, Ayres Brito a voz das ruas não pode substituir a voz das urnas, que se manifestaram num processo legal de eleições no país, previstas pela Constituição.

Dizer que temos que ouvir a voz das ruas, insufladas pela mesma mídia que pregou e foi vitoriosa no golpe de 1964 é trair duas vezes o Brasil. É desconhecer a história. É se deixar levar pelo caos. Temos que reagir. Vamos para as ruas.

Este jogo é muito claro. É o jogo dos corruptos que não querem que as investigações cheguem a eles. Querem tirar a Dilma porque ela defende as investigações contra corrupção e sempre defendeu que sejam feitas, doa a quem doer.

Querem é que Dilma saia, que Temer tome posse para que os envolvidos do PMDB sejam blindados nas investigações, como já acontece hoje com tucanos como Aécio Neves, Serra, Alckmin e muitos outros cujos processos são inexplicavelmente arquivados ou esquecidos eternamente em alguma gaveta.

É importante que a sociedade saiba que se a Dilma for cassada quem assume dentro deste jogo do PMDB e do PSDB é o Michel Temer. Os brasileiros terão um presidente citado em várias delações da Operação Lava Jato. É isso o que querem?

O povo brasileiro - esta maioria silenciosa que não sai as ruas bem vestida e maquiada disposta a tirar sangue de petistas - deve se unir nas ruas aos movimentos sociais organizados, aos trabalhadores, aos estudantes, aos intelectuais, aos artistas, enfim a todos aqueles que acreditam na democracia e nas liberdades individuais.

Este é o momento. Um golpe está em curso e precisamos impedir que ele vá adiante, antes que seja tarde demais. Seremos todos cúmplices se não agirmos já. Seremos todos vítimas dos resultados, e não se enganem, eles serão amargos como fel.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Lula e o PT
blog

PT é PT, Lula é Lula

"O PT completará 40 anos em 2020, é um jovem cheio de conquistas e com um caminho longo na reconstrução do país, na recuperação do processo interrompido com o golpe".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247