O gigante Mandela e tudo o que aprendi com ele

Ele dedicou mais de 60 anos de sua vida à luta contra a segregação racial, contra o Apartheid e para que os mais pobres de seu país pudessem ter direitos, sonhos e igualdade de oportunidades. Com ele descobri que tentar erradicar a pobreza e lutar por mais igualdade social no Brasil não é um ato de caridade, mas um ato de justiça

O gigante Mandela e tudo o que aprendi com ele
O gigante Mandela e tudo o que aprendi com ele

Ele já foi chamado, pelos oligarcas conservadores de seu país, de "comunista", "terrorista" e "rebelde perigoso". Nasceu em uma das tribos mais ancestrais de seu país e lhe teria sido infinitamente mais fácil permanecer em sua aldeia natal, tornar-se um líder tribal respeitado e jamais desafiar o estabilishment de Joannesburgo.

Ele permaneceu 27 anos na prisão.

No início, em uma prisão de Robben Island, depois nas sinistras prisões de Polismoor e Vester, de onde seria libertado apenas em 1990, depois de uma imensa campanha mundial por sua libertação.

Durante os anos em que esteve preso, escreveu sobre o Apartheid e as atrocidades que estavam acontecendo na África do Sul e conseguiu que companheiros denunciassem o envolvimento da CIA na sua localização e prisão em 1962, fato amplamente confirmado e provado em 2013 pelo New York Times.

Ele dedicou mais de 60 anos de sua vida à luta contra a segregação racial, contra o Apartheid e para que os mais pobres de seu país pudessem ter direitos, sonhos e igualdade de oportunidades.

Com ele descobri que tentar erradicar a pobreza e lutar por mais igualdade social no Brasil não é um ato de caridade, mas um ato de justiça.

Com ele aprendi que nenhuma criança nasce odiando outra criança pela cor de sua pele, sua fé ou por sua condição social. Elas são ensinadas a odiar e, se podemos ensiná-las a odiar, também podemos ensiná- las a amar.

Com ele descobri que se, ao sermos libertados de um sistema ou de alguém que nos aprisionava, se não deixarmos para trás o ódio e os ressentimentos, seguiremos prisioneiros.

Com ele aprendi que nossas escolhas devem refletir nossos maiores sonhos e não ser prisioneiras de nossos medos.

Ele permaneceu 27 anos numa prisão, mudou a história do mundo e tornou - se um símbolo mundial da luta contra o segregacionismo, a arbitrariedade e a injustiça, um farol para mim e para milhões de pessoas do planeta.

Seu nome era Nelson Mandela. E ele completaria 100 anos nessa semana.

Obrigada, Mandela, por tudo o que aprendi com você.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247