O mercado é socialista: Folha afaga chapa dos sonhos dos intelectuais

O colunista e editor do 247, Gustavo Conde, identifica os interesses difusos que permeiam o apoio a Boulos em São Paulo: "eu não queria enunciar esse sintagma tão surrado, mas me parece que a “esquerda caviar” está saindo do Rio de Janeiro e aportando em São Paulo. É intelectual demais para ‘barro amassado’ de menos. Teria a chapa Boulos-Erundina virado uma frente ampla?"

Guilherme Boulos e Luiza Erundina
Guilherme Boulos e Luiza Erundina (Foto: Twitter/Luiza Erundina)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O jornal Folha de S. Paulo está dando uma força danada para a candidatura Boulos-Erundina, chapa puro-sangue do Psol. Não é uma fofura? De repente, o mercado financeiro descobre as maravilhas do socialismo raiz e mergulha de cabeça, com abaixo-assinado e tudo. 

Eu me divirto demais. 

E vamos lá (porque eu não tenho medo de patrulha).

A Folha mancheta: “Caetano, Chico e ex-petistas dão apoio a Boulos em SP e reforçam resistência da esquerda a nome do PT”

Lembrando que “ex-petista” é um conceito muito interessante. Como diz meu amigo Paulo Nogueira Batista Jr., na sutileza da supracitação polifônica: “pior que comunista é ex-comunista”. A correlação é livre. 

Aí, a gente vai ler a matéria. O jornal anuncia um “manifesto que ainda será publicado” em apoio à chapa Boulos-Erundina. Ou seja: o jornal participaria da articulação? A dicção da matéria é quase pornográfica. 

E, na esteira da singela propaganda antipetista, surgem os signatários. Nomes respeitados como o de Marilena Chauí e Chico Buarque (que não são ex-petistas até onde eu sei) brotam luminosos e têm o meu reconhecimento no que diz respeito ao caráter. 

Mas aí, vem esse trecho, que me encantou em particular: 

“A lista dos entusiastas da campanha Boulos-Erundina reúne ainda os atores Wagner Moura, Camila Pitanga, Marieta Severo, Sônia Braga e Maria Fernanda Cândido, os cineastas Fernando Meirelles e Petra Costa, os músicos Arnaldo Antunes, Maria Gadú, Teresa Cristina, Tom Zé, Zélia Duncan e José Miguel Wisnik e a ilustradora Laerte Coutinho, cartunista da Folha.”

É quase uma constelação.Tem mais: 

“Os escritores Luis Fernando Verissimo e Ferréz, o fotógrafo Bob Wolfenson, o antropólogo Luiz Eduardo Soares, o filósofo Vladimir Safatle, o sociólogo Boaventura de Sousa Santos, os advogados Celso Antonio Bandeira de Melo e Walfrido Warde e o economista Eduardo Moreira (criador da campanha Somos 70%, de resistência a Bolsonaro) também ratificaram o documento.”

Olha a propaganda dentro da propaganda! 

E, pasmem: só faltou Fernando Haddad assinar o manifesto. 

Enfim, eu não queria enunciar esse sintagma tão surrado, mas me parece que a “esquerda caviar” está saindo do Rio de Janeiro e aportando em São Paulo. É intelectual demais para ‘barro amassado’ de menos. Teria a chapa Boulos-Erundina virado uma frente ampla? 

Eu adoro o Boulos e adoro a Erundina. Mas colocar os dois em contraposição ao PT é canalhice da boa. Intelectual embarca porque intelectual… É intelectual!

Artista? Bom… Chama o Mano Brown pelo amor de deus!

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247