O papel de Dilma na Transposição, o seu governo possível e o preconceito

Depois da decisão política de Lula de enfrentar fortes coronéis do Nordeste contra a Transposição, a exemplo de ACM, foi Dilma Rousseff quem mais produziu de fato em investimentos concretos para a grande obra. Mais do que a maior referência hídrica do País, a Transposição chega como elemento de transformação com efeitos extraordinários no componente socioeconômico

Depois da decisão política de Lula de enfrentar fortes coronéis do Nordeste contra a Transposição, a exemplo de ACM, foi Dilma Rousseff quem mais produziu de fato em investimentos concretos para a grande obra. Mais do que a maior referência hídrica do País, a Transposição chega como elemento de transformação com efeitos extraordinários no componente socioeconômico
Depois da decisão política de Lula de enfrentar fortes coronéis do Nordeste contra a Transposição, a exemplo de ACM, foi Dilma Rousseff quem mais produziu de fato em investimentos concretos para a grande obra. Mais do que a maior referência hídrica do País, a Transposição chega como elemento de transformação com efeitos extraordinários no componente socioeconômico (Foto: Walter Santos)

MONTEIRO - Até o clima na cidade, em termos meteorológicos, se apresenta favorável às vésperas das presenças dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, além de Ciro Gomes e 4 Governadores de Estado liderados por Ricardo Coutinho.

Choveu ontem, sexta-feira (17), com o tempo nublado neste sábado (18), projetando possibilidade de chuvas no decorrer do dia. Isto ameniza e dá outro nível de contentamento ao homem e à mulher do Cariri, região muito afetada pela estiagem.

O PAPEL DE DILMA

Depois da decisão política de Lula de enfrentar fortes coronéis do Nordeste contra a Transposição, a exemplo de ACM, foi Dilma Rousseff quem mais produziu de fato em investimentos concretos para a grande obra. Mais do que a maior referência hídrica do País, a Transposição chega como elemento de transformação com efeitos extraordinários no componente socioeconômico.

Os números oficiais dizem tudo - ela e Lula executaram 88% da Transposição dos quais 62% foram com Dilma. Na prática, ela foi quem mais produziu proporcionalmente. Nem se compara.

O DISCURSO E O PRECONCEITO

Até hoje há setores da sociedade brasileira a querer imputar conceitos negativos de gestão a Dilma ignorando por completo os efeitos da crise na Europa que atingiu o Brasil e, mais do que isso, a nojenta conspiração dentro do Governo comandada por Michel Temer e os parlamentares corruptos no Congresso.

Foi esta situação anômala institucional com reforço combinado de parte da Justiça, do MPF, PF sob o comando da Grande Mídia que não permitiu a plena gestão de Dilma Rousseff - presidenta honesta e capaz, mas abatida pelo Esquemão bandido da política.

AÉCIO BANCOU O RETROCESSO

Hoje está claro, muito claro, que o senador Aécio Neves foi quem comandou a reação e retrocesso ao não aceitar o resultado dá eleição presidencial de 2014 carregando consigo a responsabilidade de construir a maior crise institucional do País, logo ele flagrado em vários desvios de conduta e dinheiro.

SALDO INCONCLUSO

Dilma chegará em Monteiro com a moral de uma Executiva e ex-presidente Honesta, combativa contra a corrupção, que foi abatida pela estrutura desonesta da Política a ponto de não a deixar governar no segundo mandato tendo seu vice, Michel Temer, como principal conspirador - traidor.

Tudo isso transcorrendo em meio à Rede Globo e CIA criando clima de terror contra o governo e a economia levando o País a um clima contrário contra a Presidenta, quando pelo critério de honestidade, legalidade e competência ela era a pessoa indicada para a transição diante do ódio ao PT - principal alvo.

Esta é a síntese do processo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247