O que é bom para Putin é bom para o Brasil

Russian President Vladimir Putin attends a meeting with members of the Central Election Commission at the Kremlin in Moscow, Russia, September 23, 2016. Sputnik/Kremlin/Michael Klimentyev via REUTERS
Russian President Vladimir Putin attends a meeting with members of the Central Election Commission at the Kremlin in Moscow, Russia, September 23, 2016. Sputnik/Kremlin/Michael Klimentyev via REUTERS (Foto: Alex Solnik)

Dá para entender porque Putin está tão eufórico com a eleição de Donald Trump, enquanto a Europa está perplexa.

É que ele deve ter percebido que sua eleição vai dividir o país irremediavelmente e qualquer país desunido é mais fraco que unido.

E o nome pode até mudar para Estados Desunidos.

Só Putin tem a ganhar com Trump.

Sua vitória antecipa um quadro em que Estados Unidos, engalfinhados numa guerra entre os pró e os contra Trump correm o risco não de voltar a ser grandes de novo, como ele prometeu na campanha, mas a descer mais um degrau na sua combalida situação econômica por causa da instabilidade política e social.

O pau vai quebrar nas principais cidades americanas, como já está acontecendo e ele ainda nem tomou posse e nem colocou na rua as medidas assustadoras que prometeu tomar e que, aí sim, poderão ser o estopim da II Guerra Civil americana, a julgar pela elevada temperatura que já prevalece.

Com "Estados Desunidos" em baixa, Rússia e sua parceira, a China, terão tudo para assumir o controle da produção e das finanças, o que é bom para o Brasil porque estamos no BRICS.

A vitória de Trump pode ser boa para o Brasil, porque o que é bom para Putin é bom para o Brasil.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

blog

Ação - Reflexão - Ação

O episódio lamentável em relação ao Vestibular da UNILAB, com a “intervenção” do MEC feriu de morte mais uma vez o caráter democrático e constitucional brasileiro, demonstrando o quanto o Estado...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247