OAB protocola impeachment, mas ainda deve o apoio às Diretas Já

A OAB sinalizou no fim de semana com a possibilidade de apoio às Diretas Já, mas falta-lhe coragem e cacoete democrático para de fato assumir tal bandeira

A OAB sinalizou no fim de semana com a possibilidade de apoio às Diretas Já, mas falta-lhe coragem e cacoete democrático para de fato assumir tal bandeira
A OAB sinalizou no fim de semana com a possibilidade de apoio às Diretas Já, mas falta-lhe coragem e cacoete democrático para de fato assumir tal bandeira (Foto: Esmael Morais)

Falta o cacoete democrático à OAB. De golpe em golpe, de impeachment em impeachment, o órgão vai sobrevivendo.

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil não vem cumprindo seu papel jurisdicional delegado pela sociedade na Constituição de 88.

Protocolar pedido de impeachment é muito pouco para quem tem reconhecimento constitucional.

Não dá para uma entidade vangloriar-se de ser "protocolizadora de pedidos de impeachment" de presidentes da República.

A OAB virou apenas uma OAB "fazedora de golpes" do mesmo naipe daquelas entidades do Sistema S, ou seja, desprovida de função social.

É preciso que a sociedade repense a atribuição constitucional da OAB, que, a meu ver, se transformou num cartório voltado a golpes, portanto, longe de preocupar-se com o Estado Democrático de Direito.

A OAB sinalizou no fim de semana com a possibilidade de apoio às Diretas Já, mas, como dito anteriormente, falta-lhe coragem e cacoete democrático para de fato assumir tal bandeira.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247