Os desencontros em nossa formação

O grande hecatoma ocorrido em nossa colonização, por meio de suas matrizes formadoras do povo brasileiro, traz em si a desumanização, parte do processo desconstrutivo etinico das mesmas matrizes

Desembarque de Pedro Álvares Cabral em Porto Seguro no ano de 1500
Desembarque de Pedro Álvares Cabral em Porto Seguro no ano de 1500 (Foto: Óleo sobre tela de Oscar Pereira da Silva (1922))

O grande hecatoma ocorrido em nossa colonização, por meio de suas matrizes formadoras do povo brasileiro, traz em si a desumanização, parte do processo desconstrutivo etinico das mesmas matrizes.

Darcy Ribeiro é pródigo na anáalise de sua obra “O povo Brasileiro” ao descortinar de forma categorica os desemcontros inevitais entre , europeus e índios, e posteriormente entre os negros africanos.

Porquanto, “Surgimos da confluencia do entrechoque e do caldeamento do invasor português com indios sivicolas e campineiros e com negros africanos, uns e outros aliciados como escravos” sentencia Darcy Ribeiro em sua obra.

Os principios que norteiam esse processo seja na escravização , com o designio da exploração economica das novas terras, que só se tornaria plaussivel com a escravidão ou seja na cruzada evangelizadora, que também partilhava da ação escravagista, guiam esse desencontro.

Evidentemente que diversamente do Mexico e do Peru, onde as comunidades indigenas, constituiram civilizações por meio de certa unidade “política’ seja com os Maias, Astecas e os Incas, no Brasil a falta dessa unidade foi crucial para a dominação europeia, mais rapida.

Alem disso os europeus contavam com uma condição evolutiva maior, que se traduzia nas estrategias de guerras e armamentos, pois aqui os indios lutavam com seus arcos e flexas, combatendo canhoes e “exercitos” treinados e bem comandados .

Tambem enfrentaram a mais perversa guerra biologica, as doenças trazidas eram catastroficas para as comunidades indigenas, que morriam aos milhares, num verdadeiro massacre .

Dentre essa biofucação de interreses dos colonizadors, seja economico ou messianico, os Jesuitas foram peças importantes nessa ação .

Mas, destaca-se dentre os Jesuítas sua profunda ambigüidade de uma dupla lealdade frente aos índios e à Coroa, mais predispostos, porem aos interesses da Coroa, isso no primeiro século de desumanização.

Contudo no segundo século, com uma evolução moral capaz de provocar indignação devido seu papel triste, e com figuras mais edificante como e o caso de Antonio Vieira, se contrapuseram aos interesses da Coroa, foram expulsos, entregaram obedientemente as missões aos colonos ricos, e amargaram por décadas o triste papel de sujigadores que tinham representados.

Grande desencontro, que ainda permeia nossa sociedade.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247