Os fins justificam os meios, um episódio para mostrar a alma de Dilma, Lula e do PT

O PT e sua tropa nada mais estão fazendo do que se aproveitar de um episódio menor, produto do sentimento de uma parte do povo que se expressa de forma equivocada, para criminalizar os oposicionistas

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Eu não estava absolutamente disposto a comentar a vaia e o xingamento que a Dilma Rousseff sofreu na abertura da Copa.  O xingamento constrange, não porque é a presidente, nem muito menos porque é mulher, ainda que a expressão e as vaias sejam muito usadas em momentos de raiva.  Contudo não é correto, seja o atingido qualquer cidadão, por mais simples que seja.  É muito agressivo.  Intimidador.  Mas não tem nenhuma importância e não vai mudar a vida de ninguém nem do país.

Um presidente ou um governante qualquer está sujeito à isso.  Eu mesmo já senti na própria carne vaias e baixarias no exercício de minhas funções públicas.  Adivinhem que eram os autores?  É isso mesmo: a nossa oposição comandada pelos inocentes petistas que agora tanto protestam.

É certo?  É educativo?  É conveniente?  Não, a meu ver, não é.

Porém as reações do PT e do governo me fizeram mudar minha intenção de não falar. Quem são eles para dar lições de moral para quem quer que seja?  O que já falaram do FHC, do Covas, do Serra, de mim mesmo, não lhes dá o direito de espernear.  Muito menos dizer que é a oposição que incentiva essas agressões.   O PT e sua tropa nada mais estão fazendo do que se aproveitar de um episódio menor, produto do sentimento de uma parte do povo que se expressa de forma equivocada, para criminalizar os oposicionistas que, via de regra, condenam essas atitudes..

Tudo isso faz parte de uma estratégia política.  Em todos os momentos possíveis, até as eleições que se aproximam, eles verbalizarão que estaria existindo um confronto de classes.  Ou melhor das elites contra o povo pobre e sofrido.  Nós somos as elites e eles, pobres coitados, os verdadeiros defensores dos oprimidos.  Essa estratégia sempre foi usada pelos ditadores e pelas ditaduras, em qualquer coloração,  para manter o poder.

Eles, PT e seus aliados no governo, não são elites, segundo o que pretendem fazer-nos acreditar.  Lula e Dilma têm calos nas mãos, trabalhadores que são pelo povo.  Tão discriminados, espezinhados, sofridos, coitados.  Eles e seus amigos – Maluf, Paulo Skaf, Sarney, Renan, Michel Temer – além dos militantes petistas, sindicais ou não, enfiados nos altos cargos do governo federal, simples homens do povo, trabalhadores, agredidos por essa “elite branca, instruída, bem alimentada”, que os vaia porque eles querem o melhor para o povo brasileiro.  É o que eles pensam vender ao nosso povo.

Na verdade eles, são sócios desse assalto ao governo que o Brasil está sofrendo. A hipocrisia deles não têm  limites.  Mas os fins justificam os meios.  Esse princípio nunca deixou de norteá-los, de ser a sua filosofia, a sua a alma.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247