Os jacarés e a prática da Lava Jato de vazar notícias para a mídia amiga

Eu sei bem o que significa um representante do Ministério Público não ter interesse em razão da opção ideológica do representante do MP ou de quem faz a denúncia a este. Foi por esta razão que passei a falar sobre este caso

Os jacarés e a prática da Lava Jato de vazar notícias para a mídia amiga
Os jacarés e a prática da Lava Jato de vazar notícias para a mídia amiga (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Em toda minha vida de militante político (já se vão 30 anos), sempre tive muito contato com o Ministério Público. A partir de 2014, essa minha atuação diminuiu. E há uma razão pra isso. Aliás, duas razões.

A primeira razão e decepção, está em Cotia, minha cidade! Depois de 9 anos da denúncia contra o esquema de corrupção da Procotia (uma empresa pública que prestava serviços para a Prefeitura da Cidade de Cotia entre os anos 80 e 2005 e que foi alvo de uma operação da Policia Federal em setembro de 2005, após denúncias que fiz enquanto vereador da cidade).

Eu sei bem o que significa um representante do Ministério Público não ter interesse em razão da opção ideológica do representante do MP ou de quem faz a denúncia a este. Foi por esta razão que passei a falar sobre este caso, apenas com o Ministério Público Federal na segunda instância em São Paulo. Nem em Cotia, nem em São Paulo, houve interesse em investigar de fato essas denúncias, a ponto de todas elas terem prescrito.

Depois, minha segunda decepção, veio com os protestos de 2013! O Ministério Publico passou a ter uma atitude passional, deixando de ser fiscalizador da lei e passando a demonstrar uma tendência, com forte viés ideológico contra a esquerda como um todo e contra o PT em particular. Em 2016, isso ficava explícito na operação Lava Jato com uma postura que qualquer pessoa pode aferir!

O caso Lava Jato tem como princípio uma questão de financiamento de campanhas eleitorais à partidos políticos! São empresas, de grande porte e médio porte que davam dinheiro para partidos e candidatos, como forma de investimento e não como doação eleitoral.

Acontece que o mesmo Ministério Público que traz isso como uma denúncia contra o sistema eleitoral, jamais pediu para prender nenhum outro tesoureiro de nenhum outro partido político que não tenham sido tesoureiros do PT! Pior. O próprio Poder Judiciário jamais se atentou para esse pequeno detalhe!

Ou seja, o dinheiro irrigou as campanhas eleitorais de praticamente todos os grandes partidos políticos brasileiros, exceto o PSOL, mas somente os tesoureiros do PT viraram alvo real da Operação Lava Jato.

Hoje vemos, graças ao jornal "The Intercept Brasil", o quanto isso era ideológico. Basta ver a relação absolutamente parceira entre o PSDB e o Juiz Sergio Moro do Poder Judiciário e Ministério Público Federal:

A atual senadora, e então deputada federal Mara Gabrilli, não apenas propõe ações, como tem o contato pessoal do Juiz Sergio Moro, que por sua vez, repassa ao procurador federal Deltan que se comporta como um subordinado do Juiz, que sabendo de sua ação promíscua com a tal deputada federal, pede para "manter reservado" a informação!

"Moro – 18:41:59 – Prezado, a Deputada Mara Gabrili mandou o texto abaixo para mim, podem dar uma checada nisso. Favor manter reservado.

Moro – 18:42:07 – Querido Moro, Tudo bem? Lembra que te perguntei se atrapalharia alguma coisa falar com o Marcos Valério? Fui ao Presidio de Contagem, conversei com ele sobre o conteúdo "da chantagem do Ronan" e pedi a ele que recebesse os promotores do MP de SP (os naturais do caso do assassinato do Celso Daniel). Na ocasião, me disse que os promotores não estavam interessados nesse assunto. Ele mudou de ideia e me mandou uma carta, pedindo que os promotores de SP fossem ouvi-lo, já que este conteúdo está presente na delação não homologada ainda pelo MP de Minas Gerais. Pediu pelo amor de Deus para tentar acelerar, pois descobriu mais coisas e está com medo de morrer. Comentou que o dr. Rodrigo Janot enviou dois procuradores do MPF para ouvi-lo (parece- me que uma se chama Dra Melissa). Esses dois procuradores não sabem ainda que nesta delação do MP de Minas Gerais tem esse conteúdo. Já conversei com o procurador geral de justiça do Estado de SP – Dr Smanio, fiz ofício, e até agora ele não designou ninguém pra ir lá. No final do ano passado, um outro procurador aqui do MP de SP, Edilson Mongenot Bonfim tentou reabrir o caso do homicídio, por conta de provas novas, mas não teve sucesso, pois o Dr. Smanio devolveu o processo para o Pic de 2005, que nunca saiu do lugar. De que adianta eu ter essa informação, se nenhum promotor a tem oficialmente. Sinto uma resistência muito grande aqui em SP para solucionar o caso. Eu tô com muito medo que aconteça alguma coisa com Marcos Valerio e nunca iremos desvendar esse mistério. Ontem, ele me procurou pedindo que conversasse com o Rodrigo Janot para reenviar os procuradores do MPF. Me ajuda, o que faço? E sempre te agradecendo do fundo do coração o que tem feito pelo Brasil e ainda mais especificamente com a cidade de Santo André. Um beijo Mara
Deltan – 19:22:41 – Falei com Diogo, que checará"

Agora, me digam... como é que para de pé uma situação como essa ?? Dá pra entender porque Aécio Neves jamais seria incomodado? Porque os tesoureiros de PMDB, PSDB, DEM, PTB, PSC, PSD, PP, PRB, PR e demais siglas que apoiaram o golpe contra Dilma jamais seriam ou serão incomodados? Que a ação visava apenas o PT ? E que qualquer ação que escapasse a isso, foi mero acidente de percurso?

Conheço e reconheço, como poucos, a importância do Ministério Público. Sei que a imensa maioria dos Procuradores e Promotores da Justiça são de fato gente comprometida com a lei, com a defesa dos interesses da sociedade e escrevo esse relato em razão de uma questão:

Pra mim, o vazamento de informações não está em nenhum Hacker, como quer fazer parecer agora o até antes de ontem, arrogante grupo da República de Curitiba e sua Lava Jato! Costumo dizer que gosto daquela sabedoria popular que diz: Um bicho que tem cara de Jacaré, boca de Jacaré, corpo de Jacaré, rabo de Jacaré, é um JACARÉ! Por isso, pra mim, quem juntou toda essa documentação e repassou ao Intercept Brasil foi um Jacaré. E se não foi, certamente é um bicho que nada dentro daquela lagoa!

Vejam se esse bicho não tem o jeitão de um Jacaré da republica de Curitiba, que cansado de ver os desmandos de colegas, o resultado deste governo que essa turma garantiu a eleição e que milita contra todos os princípios que regem a atuação vocacionada de um Procurador Federal de verdade e que diante dos ataques aos direitos da sociedade brasileira, a postura de seus colegas e o significado de Sergio Moro como funcionário de Bolsonaro, foi contra todos os princípios que nortearam a vontade de combater a corrupção deste Procurador de Justiça e esses fatos geraram as condições para que fosse utilizada a pratica corriqueira dos lavajatistas... agir como os jacarés que se acostumaram a vazar para a grande mídia, as informações obtidas de forma sigilosa!

O JACARÉ NÃO É UM HACKER PORQUE TEM CARA DE JACARÉ!

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247