Outsiders no poder

O país que nasceu no ano de 2013 está passando por momentos atípicos, brasileiros não tem nenhum tipo de ÁGORA. Homens, mulheres e crianças estão a mercê de um parlamento outsider. Pessoas sem trajetória política e mal e mal acadêmica estão votando a perversa Reforma da previdência, e com um olhar a la Calígula

(Foto: Wilson Dias/ABR)

O país que nasceu no ano de 2013 está passando por momentos atípicos, brasileiros não tem nenhum tipo de ÁGORA. Homens, mulheres e crianças estão a mercê de um parlamento outsider. 

Pessoas sem trajetória política e mal e mal acadêmica estão votando a perversa Reforma da previdência, e com um olhar a la Calígula.

Quem são estas pessoas que ocupam cargos de deputado, senador; especialmente do PSL, e que conspiram contra o povo, sob o comando de um governo fabricado nas malhas elitistas ruralistas, milicianas e evangélicas e que funcionam como testas de ferro dos interesses estadunidenses. 

O gigante Brasil virou um balcão de negócios para religiosos, artistas, e apresentadores de televisão que possuem um fetiche a mais: Serem legisladores e estadistas.

O então presidente da Câmara Rodrigo Maia disse recentemente que apoiaria Luciano Huck como candidato a presidência da República em 2022.

Não se esqueçam leitores que REPUBLICA significa governo soberano para o povo. E este senhor em questão, aquele que queria ser dono do mar, nunca governaria para o povo.

Com todo o respeito que as prostitutas merecem vivemos em uma pátria meretriz, e há ESTRANHOS soltos nos congressos, nas assembleias, sob a tutela de um governo mais estranho ainda.

A arquitetura de um projeto de poder que fora engendrada na sombra do governo Dilma é mais um ataque esquizofrênico de um Estados Unidos que entre outras coisas faz nascer países livres (Panamá), e faz nascer neocolônias: Brasil.

 Os golpes agora são em nível jurídico com viés ideológico que alimenta a política liberal espoliadora e financiadora de fantoches outsiders que ocupem postos políticos partidários - afinal de contas o povo é apenas um detalhe.

A plebe apenas pode fazer tumultos. Para fazer uma revolução, é preciso o povo.

Victor Hugo.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247