Pare de mentir, Bolsonaro!

Exijo que pare de mentir sobre minha pessoa e responda na Justiça os processos nos quais é réu, com a celeridade necessária para que a violência contra mulheres não se mostre impune nesse País

Brasília - Deputado Jair Bolsonaro discursa durante sessão para eleição do presidente da Câmara dos Deputados e demais membros da mesa diretora (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília - Deputado Jair Bolsonaro discursa durante sessão para eleição do presidente da Câmara dos Deputados e demais membros da mesa diretora (Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Maria do Rosário)
Siga o Brasil 247 no Google News

O parlamentar Bolsonaro, que já foi condenado no STJ por danos morais contra minha pessoa e é réu em dois processos no STF por incitação ao crime de estupro e injúria, mais uma vez falta com a verdade em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (6).

Ao ser perguntado sobre as ações protelatórias que vem realizando junto ao STF, responde tentando confundir à opinião pública. Os dois processos, um movido pelo MPF e outro por mim, são sobre agressão à dignidade humana das mulheres, sobretudo das vítimas de estupro quando afirma: "eu não te estupro, porque você não merece". A mesma frase foi repetida inúmeras vezes na internet e nos meios de comunicação.

Os processos contra esse senhor reafirmam que nenhuma mulher merece ser estuprada. Além disto, o mais grave é que ele repete acusações levianas que lhe renderam a condenação e os dois processos. Friso que jamais o agredi. Desde o ano de 2003 não me dirijo a este senhor.

Reafirmo que jamais defendi qualquer crime ou quem tenha praticado estupro. Sou autora de leis que agravaram as penas desse crime bárbaro.

PUBLICIDADE

Fui relatora de uma CPMI contra a violência e exploração sexual que denunciou criminosos e aprovou a alteração do Código Penal para combater a impunidade. Recentemente foi aprovada lei de minha autoria que trata da escuta especial de crianças e adolescentes vítimas de crimes sexuais.

Exijo que pare de mentir sobre minha pessoa e responda na Justiça os processos nos quais é réu, com a celeridade necessária para que a violência contra mulheres não se mostre impune nesse País.

PUBLICIDADE

É para que nenhuma mulher sofra violência, injúria, calúnia e difamação que sigo nessa luta.

PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email