Parem com isso!

Se esta gente realmente conseguir melar a Copa, o que eu não acredito, terá sido o maior crime lesa-pátria que ocorreu na história deste país

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

"Se" esta Copa do Mundo trouxer o número de visitantes previstos desde 8 anos atrás, a resposta será sim, terá sido válida e ainda sobraram os estádios, a melhoria na infraestrutura, o dinheiro que os turistas deixarão aqui, a fama e a inserção adquirida pelo Brasil no primeiro mundo.

Porém, ao fazer o que certos brasileiros estão fazendo, principalmente aqueles que detinham o poder e o perderam e agora nem votos para eleger senador eles têm, fica uma dúvida no ar: será que estes turistas virão, vendo tamanha balbúrdia "comprada" por estes mesmos pais da pátria para atear fogo na própria casa?

Se esta gente realmente conseguir melar a Copa, o que eu não acredito, terá sido o maior crime lesa-pátria que ocorreu na história deste país. E vou mais longe: sem chances de eles melarem as eleições - porque os índices de aceitação da situação são inquestionavelmente favoráveis e poderão ainda subir dependendo do estrago no seio da população que os golpistas de plantão fizerem.

A destruição da própria casa terá sido em vão, em mais um tiro no pé desta oposição (que já foi situação por tantos anos) que não tem discurso, nem agenda e nem rumo. O resultado pós eleitoral será então o total e definitivo ostracismo destes já tiveram o cetro em suas mãos e não cumpriram sua missão.

Esta Copa do Mundo poderá ter sido então o divisor de águas na história política brasileira.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email