Parte da Justiça Federal e do MPF exorbita em suas prerrogativas e já demonstra agressão desmedida a Lula

Isto não pode continuar porque fere princípios, a Constituição e afeta o futuro de nossa frágil Democracia. Chega de exageros da Justiça e MPF! Isso tem que acabar!

Lula participa do lançamento da terceira fase do Memorial da Democracia, em Salvador. Foto Ricardo Stuckert
Lula participa do lançamento da terceira fase do Memorial da Democracia, em Salvador. Foto Ricardo Stuckert (Foto: Walter Santos)

Parece surreal, mas não é; repetem-se absurdos jurídicos sem se acreditar, mesmo assim se multiplicam numa concepção ideológico - jurídica sem igual por parte de setores da Justiça Federal e do Ministério Público Federal na direção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como perseguição sistemática - algo inconcebível numa sociedade de base jurídica republicana.

Os últimos fatos registrados impedindo a concessão do Título de "Doutor Honoris Causa" no interior da Bahia, o veto absurdo à doação de dinheiro lícito ao ex-presidente em face da perseguição insana do Juiz Sérgio Moro e a ação do MPF da Paraíba querendo explicações da Reitora Margareth Diniz sobre mesmo ato de entrega de Título a Lula se traduzem na nova fase de absurdos inaceitáveis produzidos por quem deveria, no mínimo, respeitar a Lei.

CAUSAS E EFEITOS

Cada vez mais se consolida como verdade comprovada que, de fato, setores da Justiça e do MPF foram de fato treinados com eficácia de ação pelo aparato jurídico do Governo Americano - algo também inconcebível do ponto - de - vista de formação de uma Casta forjada pela lente à Direita - para politizar a Justiça brasileira com a implantação de retrocessos inaceitáveis.

Que abrigo legal ignorando a Constituição Brasileira tem qualquer agente público para impedir a Autonomia Universitária ou, mais do que isso, por que impedir que Lula possa receber títulos ou doações lícitas de forma Republicana e Democrática?

TUDO SE DANDO COM O SILÊNCIO COMPROMETEDOR DO STF

Tanto no Brasil quanto fora dele já há consenso no entendimento e convicção de que, de fato, o Brasil convive com Golpe Parlamentar comandado pelo então vice-presidente Michel Temer , hoje presidente, macomunado com setores da Justiça, MPF, PF e de parlamentares do Congresso Nacional na derrubada do Governo Dilma com o aval silencioso do Supremo Tribunal Federal.

Todos os absurdos construídos por parlamentares flagrados em atos de corrupção, a partir do presidente, foram provocados para correção do STF mas este preferiu acovardar-se na (im)postura diante da mídia e de membros da Corte flagorosamente agindo em favor do Golpe, a exemplo do Ministro Gilmar Mendes.

Imoral, amoral, etc, são adjetivos que se aplicam no péssimo exemplo dado pelo Supremo e setores da Justiça e MPF em instâncias menores promovendo o que se denominou de LAWFARE - o uso da Lei para perseguir pessoas, como Lula, a a Fênix da política brasileira.

HORA DE REAGIR

A representação da sociedade próxima dos movimentos sociais, a exemplo da OAB, ABI/FENAJ, CNBB, etc precisa denunciar a perseguição desumana e inaceitável contra o ex-presidente e PT porque, na prática, Moro e o que representa veio para serem Agentes Americanos na condenação petista e comprometido na absolvição dos corruptos adversários de Lula.

Isto não pode continuar porque fere princípios, a Constituição e afeta o futuro de nossa frágil Democracia.

Chega de exageros da Justiça e MPF! Isso tem que acabar!

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247