Pato "café com leite"

www.brasil247.com - Valdemar Costa Neto com Bolsonaro e urna eletrônica
Valdemar Costa Neto com Bolsonaro e urna eletrônica (Foto: Reprodução/Youtube | Marcelo Camargo/Agência Brasil)


Essa malfadada petição que o PL apresentou ao TSE, que o ministro Alexandre de Moraes exterminou como quem dá uma chinelada certeira numa barata tonta, por evidente não tinha potencial para coisa alguma.

Só foi produzida por insistência de BolsoNero, que, segundo informações de vários jornalistas, vinha ligando todo nada santo dia para Valdemar da Costa Neto, insistindo para que ele questionasse judicialmente o resultado das eleições.

Tanto insistiu que Valdemar cedeu e arranjou uma pseudo-perícia e um advogado com cara-de-pau suficiente para arriscar o próprio nome numa petição inepta, inócua, que sabidamente não chegaria nem próximo do que BolsoNero pretendia.

Apresentada a petição, o despresidente "pato tetraplégico" (por similaridade ao "pato manco" dos estadunidenses), até então recluso,  abatido, depressivo, engolido por erisipelas, eis que, pela primeira vez desde a derrota para Luís Inácio, animou-se enfim a deixar o Palácio do Alvorada, sua residência oficial, para ir ao do Planalto, onde deu um breve expediente. 

Vou contar-lhes um segredo de polichinelo, e não espalhem, por favor.

Costa Neto sabia que daria em nada. Fez o que fez só para animar o chefe e alimentar as esperanças dos patridiotas que insistem em lotar as frentes dos quartéis por todo o país, crentes de que o golpe militar e a prisão em flagrante de Alexandre de Moraes não tardarão. Desde ontem, estão aguardando por mais 72 horas. Esse tempo que não passa!

Em resumo: Valdemar tratou BolsoNero como um "café-com-leite", enganou-o como ao menino bobinho que se não for agradado faz birra, berra, bate o pé, esperneia e não para de encher o saco.

O presidente do PL só não calculou o tamanho e a intensidade do petardo que Alexandre de Moraes mandaria de volta sobre a sua cabeça. Santa chinelada, Batman!

Costa Neto poderia repetir ao pato café-com-leite a ementa do venerando acórdão brilhantemente relatado (como elogiariam seus colegas de Corte) pelo excelso ministro Luís Roberto Barroso: "perdeu, mané; não amola!"

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247