Peido de talco

"A invenção, possível apenas em um governo de velhacos e farsantes, fez parte do pacote de distrações que incluiu a performance do palhaço Carioca, o bobo da corte dos Bolsonaros", diz Leandro Fortes, do Jornalistas pela Democracia

(Foto: Reprodução)

Por Leandro Fortes, do Jornalistas pela Democracia

Os idiotas que nos governam criaram, em meio ao desespero, o conceito de "PIB privado" para alimentar o gado com um contra-argumento para as redes, diante da péssima repercussão do pibinho estilo 03, de 1,1%, em 2019.

A invenção, possível apenas em um governo de velhacos e farsantes, fez parte do pacote de distrações que incluiu a performance do palhaço Carioca, o bobo da corte dos Bolsonaros, e a posse de Regina Duarte, na Secretaria Nacional Cultura.

Canastrona, vestida em modelo de bolinhas, assim como suas sinistras acompanhantes - Damares e Michele -, Regina saiu-se pior que Carioca distribuindo bananas na frente do Palácio da Alvorada.

Num discurso pensado para ser engraçado, uma mistura de alusões a mitos, guloseimas, fantasias e explosões de gases com talco do cu de palhaços, Regina Duarte autoimolou-se diante de uma plateia especialmente preparada para o acontecimento: conservadora, ignorante e servil.

Poderá dizer, em suas memórias, que foi aplaudida no seu próprio enterro, em vida.

Em pouco tempo, sairá do governo, humilhada.

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247