Popularidade de Bolsonaro vai crescer mais uma vez; entenda por quê

O colunista Gustavo Conde afirma que Jair Bolsonaro prossegue em lua de mel com a imprensa brasileira. Ele diz: "o caso da exoneração-recontratação-demissão de Vicente Santini, ex-número 2 da Casa Civil, é emblemático. Bolsonaro viu a repercussão negativa do uso do avião da FAB por Santini, demitiu na hora e foi agraciado por manchetes que mais pareciam notas de sua assessoria de imprensa"

Bolsonaro Taj Mahal
Bolsonaro Taj Mahal (Foto: Bolsonaro Taj Mahal)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bolsonaro está começando a perceber que demitir integrantes de seu governo é um excelente negócio.

A imprensa adora e turbina generosamente a imagem de "um presidente que não aceita desvio de função".

O caso da exoneração-recontratação-demissão de Vicente Santini, ex-número 2 da Casa Civil, é emblemático.

Bolsonaro viu a repercussão negativa do uso do avião da FAB por Santini, demitiu na hora e foi agraciado por manchetes que mais pareciam notas de sua assessoria de imprensa.

Mas, sem a menor cerimônia, ele o recontratou, talvez achando que ninguém ia notar.

O caso é que a recontratação caiu mal de novo e ele demitiu DE NOVO, ganhando mais uma vez as manchetes 'elogiosas' de todos os grandes jornais brasileiros.

É uma espécie de 'bis'. Demite e ganha publicidade. Recontrata e espera. A imprensa fica perplexa e denuncia. Ele vai lá, demite de novo e mais uma vez fica bem na fita.

O problema é que ele está pegando gosto por esse comportamento ultra subserviente do nosso jornalismo.

Ele vai começar a demitir alguém toda a semana para, quem sabe, chegar a 75% de popularidade até o fim do ano.

Com um jornalismo desses, quem não faria isso?

Vem aí o “Programa de Demissão Publicitária” do senhor Jair. Vai bombar inclusive nas mídias independentes que lhe prestam serviço similar.

Viva o Brasil.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247