Por que a PF não prendeu Rocha Loures em flagrante?

"Não entendi até agora por que o deputado Rocha Loures não foi preso em flagrante pela Polícia Federal no momento em que foi flagrado correndo na calçada em atitude suspeita com uma mala contendo 500 mil reais. Em vez de apenas filmarem o delinquente, os policiais deveriam dar-lhe voz de prisão ali mesmo e fazê-lo explicar por que e em nome de quem ele estava recebendo aquela fortuna", coloca o jornalista Alex Solnik; "Ah, mas era deputado, não podia ser preso. Podia sim, em flagrante, pode", lembra o colunista; "Não há prova mais indiscutível que o flagrante", lembra ele

"Não entendi até agora por que o deputado Rocha Loures não foi preso em flagrante pela Polícia Federal no momento em que foi flagrado correndo na calçada em atitude suspeita com uma mala contendo 500 mil reais. Em vez de apenas filmarem o delinquente, os policiais deveriam dar-lhe voz de prisão ali mesmo e fazê-lo explicar por que e em nome de quem ele estava recebendo aquela fortuna", coloca o jornalista Alex Solnik; "Ah, mas era deputado, não podia ser preso. Podia sim, em flagrante, pode", lembra o colunista; "Não há prova mais indiscutível que o flagrante", lembra ele
"Não entendi até agora por que o deputado Rocha Loures não foi preso em flagrante pela Polícia Federal no momento em que foi flagrado correndo na calçada em atitude suspeita com uma mala contendo 500 mil reais. Em vez de apenas filmarem o delinquente, os policiais deveriam dar-lhe voz de prisão ali mesmo e fazê-lo explicar por que e em nome de quem ele estava recebendo aquela fortuna", coloca o jornalista Alex Solnik; "Ah, mas era deputado, não podia ser preso. Podia sim, em flagrante, pode", lembra o colunista; "Não há prova mais indiscutível que o flagrante", lembra ele (Foto: Alex Solnik)

Não entendi até agora por que o deputado Rocha Loures não foi preso em flagrante pela Polícia Federal no momento em que foi flagrado correndo na calçada em atitude suspeita com uma mala contendo 500 mil reais.

Em vez de apenas filmarem o delinquente, os policiais deveriam dar-lhe voz de prisão ali mesmo e fazê-lo explicar por que e em nome de quem ele estava recebendo aquela fortuna.

A explicação oficial da PF é que era uma "ação controlada". Mas eu pergunto: se durante uma ação controlada os agentes flagram um crime, têm que ficar impassíveis e omissos ou intervir? Se o investigado mata alguém durante a "ação controlada" eles se omitem? Creio que não. Então por que se omitiram se sabiam que na frente deles estava sendo cometido um crime?

Não há prova mais indiscutível que o flagrante.

Podem dizer que não o prenderam para não atrapalhar investigações posteriores. O que atrapalhou as investigações foi não o prender. Tanto é que hoje foi noticiado que a mala sumiu, o que seria evitado se ele fosse detido.

Ah, mas era deputado, não podia ser preso. Podia sim, em flagrante, pode.

Deveriam abordar o sujeito naquela hora, conduzi-lo à sede da Polícia Federal e em seguida fazer algumas perguntas básicas tais como: por que ele recebeu aquele dinheiro? O que ele faria em contrapartida? Como é que ele, um deputado inexpressivo de quem nunca ninguém ouviu falar virou interlocutor do maior processador de proteína animal do mundo, capaz de resolver um problema que merece tal remuneração?

Também não entendi por que os federais não conseguiram seguir o veículo em que o deputado se evadiu, se não era um bólido e sim apenas um táxi.

Se Rocha Loures tivesse sido preso, o foco do caso estaria nele, e não numa fita altamente comprometedora, mas mal gravada.

E a queda de Temer se daria de forma mais rápida.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247