Povo Paiter Suruí perde mais uma liderança para a Covid-19

É a segunda morte na Terra Indígena Sete de Setembro essa semana

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

É a segunda morte na Terra Indígena Sete de Setembro essa semana. 

Renato Labiway Suruí estava internado há mais de 15 dias em hospital do município de Cacoal e faleceu na noite desta quinta-feira, 28. 

Na segunda-feira, o povo que tem apenas meio século de contato perdeu Iabibi Suruí. 

As aldeias têm dezenas de infectados e dois estão internados em Unidades de Tratamento Intensivo – UTI. 

Celso Suruí, disse que não tem palavras pra expressar a dor da família.

“São perdas inesperadas que aconteceram de forma tão rápida e jamais esperávamos por essa tragédia. Deixa todos nós familiares órfãos. Isso é resultado do descaso do governo com os povos indígenas nessa pandemia”, desabafou Celso.

Renato tinha 50 anos, sete filhos e morava na aldeia Lapetanha.

Ele é irmão de Almir Narayamoga Suruí, liderança que vem denunciando por meio das redes sociais a falta de políticas públicas para proteger seu povo e território. 

“Não são só perdas de lideranças indígenas, mas de seres humanos. O governo deveria agir com responsabilidade para garantir saúde indígena de qualidade, porque todo ser humano tem direito de ter”, disse Almir.

Iabibi foi enterrado sem ritual indígena e conforme orientação do Ministério da Saúde, rápido e sem aglomeração.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247