Que mais?

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A vacina foi aprovada em meio à catástrofe manauara.

A Anvisa que, vergonhosamente, tem aprovado uma enxurrada de agrotóxicos, que ninguém mais no usa mundo, e que promove envenenamento, em maior ou menor grau, armou um show para aprovar o uso das vacinas.

A gente festeja a aprovação, mas teme a estagnação, porque não temos vacina em número suficiente nem para os grupos prioritários.

No estrategista que está no ministério da saúde não dá para confiar.

O presidente não merece comentários.

A diplomacia brasileira só faz fechar porta para nós.

Estamos no fim da fila dos países exportadores de vacina, em alguns nem na fila estamos.

E é perceptível o uso eleitoreiro da vacinação.

Mas, brasileiro não desiste nunca!

Em compensação, brasileiro reage pouco!

O que se sabe sobre a negligência do Estado, em relação ao que aconteceu em Manaus, deveria desencadear uma rebelião, para dizer o mínimo… mas, não consegue nem suspender o recesso parlamentar.

O presidente da câmara federal vai conversar com embaixador da China sobre os insumos para a fabricação da vacina, reconhecendo, na prática, que o executivo está vazio, mas, não aceita nenhum dos pedidos de impeachment.

O presidente da câmara federal vai conversar com embaixador da China sobre os insumos para a fabricação da vacina, reconhecendo, na prática, que o executivo está vazio, mas, não aceita nenhum dos pedidos de impeachment.

Em meio à catástrofe sanitária, a hecatombe econômica é inegável, e estudantes que foram prestar a prova do Enem, que deveria ter sido adiado, não conseguiram entrar na sala porque, por erro de cálculo, não havia como garantir segurança sanitária em várias salas.

Enquanto isso, outras cidades avisam que pacientes estão, a exemplo de Manaus, morrendo por asfixia… não há oxigênio nos seus hospitais!

E o Judiciário… ora, o Judiciário!

E a mídia, que pôs esse desgoverno no poder, já prepara um outro candidato à sua imagem e semelhança! Um camarada que começou a sua vida política mentindo em cartório.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email