Que mal faz um violão?

 Indo em direção ao carro veja duas pessoas descendo na mesma direção com um objeto na mão que não consegui de pronto identificar. Era um violão. Também refleti: e se fosse o revólver do Bolsonaro? O que teria acontecido? Nossos jovens precisam de mais livros, de mais instrumentos musicais e esportivos, e de mais trabalho e perspectivas de futuro

Há duas semanas, depois de sair de uma reunião na casa de uma amiga que me apoia desde 2004, atrás da escola pública em que estudei, por volta das 22h, fui caminhando, sozinho, até o carro que estava estacionado poucos metros, logo após uma praça.

Devido a iluminação fraca e a copa das árvores estava meio escuro. Indo em direção ao carro veja duas pessoas descendo na mesma direção com um objeto na mão que não consegui de pronto identificar. 

Como estávamos apenas nós três, surgiu uma preocupação natural com a minha segurança, em parte pela situação de escuridão e em parte por eu já ter sido vítima de assalto em situação similar. 

Cheguei a ter dúvida se eu deveria cessar o passo e voltar, até que chegaram mais perto e pude ver que, na verdade, o objeto em suas mãos era um instrumento musical. Era um violão. 

Alívio imediato. Pensei comigo "que mal faz um instrumento violão?". Sensação essa também teria se fosse um livro, uma Bíblia, uma bola, ou qualquer outro objeto musical, esportivo ou educacional. 

Entrei no carro mais tranquilo e segui meu caminho. 

Mas no mesmo instante também refleti: e se fosse o revólver do Bolsonaro? O que teria acontecido? Teria ele feito algo contra mim? Teria eu tentando reagir e cometido uma agressão indevida? Quem se sairia melhor numa situação como essa se uma das partes fizesse algum movimento inesperado ao outro? 


No Brasil, nossos jovens precisam de mais livros, de mais instrumentos musicais e esportivos, e de mais trabalho e perspectivas de futuro, para que possam sempre andar pelas ruas tranquilos e com segurança. 

Nossos jovens e sociedade precisam de mais educação e cultura como deseja Haddad/Lula do que de armas como deseja Bolsonaro.

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247