Que moral tem Janot para acusar Lula?

Ao denunciar o ex-presidente Lula como líder de uma “organização criminosa” na Petrobras, o procurador-geral Rodrigo Janot tenta criar um factoide para tirar “o seu” da reta — no caso, envolvimento nas lambanças que podem levar à anulação das delações da JBS e, consequentemente, na salvação de Michel Temer (PMDB)

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot
Procurador-geral da República, Rodrigo Janot (Foto: Esmael Morais)

Fico com a opinião do ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão que ontem (5) cravou: “Janot não tem salvação”.

Ao denunciar o ex-presidente Lula como líder de uma “organização criminosa” na Petrobras, o procurador-geral Rodrigo Janot tenta criar um factoide para tirar “o seu” da reta — no caso, envolvimento nas lambanças que podem levar à anulação das delações da JBS e, consequentemente, na salvação de Michel Temer (PMDB).

Lula e o PT são os “bodes expiatórios” de uma disputa de poder entre MPF, STF e a Presidência da República. No entanto, para despistar a opinião pública, dá-se pau nos petistas.

Para o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula, no fim de seu mandato, o procurador Janot reeditou o PowerPoint de Deltan Dallagnol.

“A denúncia apresentada nesta terça-feira (5/9) pela Procuradoria Geral da República parece uma tentativa do atual procurador-geral de desviar o foco de outras investigações, que também envolvem um membro do Ministério Público Federal, no momento em que se prepara para deixar o cargo”, declarou a presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann.

A dirigente do PT afirmou que a denúncia de Janot não tem qualquer fundamento, pois “busca criminalizar a política e o Partido dos Trabalhadores no mesmo momento em que malas de dinheiro são descobertas e membro do Ministério Público é envolvido em denúncias”.
Que moral tem Janot para acusar Lula? Nenhuma.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247