Que tal uma intervenção militar aí, governador?

Se o prefeito ou governador estivem mal nas pesquisas — e se forem amigos do rei — peçam uma intervenção militar. O que é um preto, um pobre, um favelado na disputa pela manutenção do poder?

Se o prefeito ou governador estivem mal nas pesquisas — e se forem amigos do rei — peçam uma intervenção militar. O que é um preto, um pobre, um favelado na disputa pela manutenção do poder?
Se o prefeito ou governador estivem mal nas pesquisas — e se forem amigos do rei — peçam uma intervenção militar. O que é um preto, um pobre, um favelado na disputa pela manutenção do poder? (Foto: Esmael Morais)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Michel Temer quer espalhar a “bolsonarização” da segurança pública pelo país. O governador e o prefeito que estiverem mal nas pesquisas, desde que alinhados politicamente ao presidente, podem receber o providencial apoio pirotécnico das Forças Armadas. O assunto já foi abordado pelo Blog do Esmael há onze dias.

A ‘doutrina bolsonaro’ que Temer pretende espalhar pelo Brasil tem objetivo político, menos acabar com a criminalidade, haja vista que os Palácios do Planalto e Jaburu, em Brasília, abrigarem hoje a bandidagem de maior periculosidade que existe.

Ainda no objetivo político, sem ter certeza da eficácia, Temer quer “roubar” a bandeira da ‘violência estatal’ contra negros e pobres das favelas que estavam nas mãos do presidenciável Jair Bolsonaro.

Se o prefeito ou governador estivem mal nas pesquisas — e se forem amigos do rei — peçam uma intervenção militar. O que é um preto, um pobre, um favelado na disputa pela manutenção do poder?

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247