Quem matou Paulo Gustavo foi você, Luciano Huck

Quem matou Paulo Gustavo foi o golpe, Luciano. Para o mal dos seus pecados, quem matou Paulo Gustavo foi você, que vinha reclamando dos governos populares desde o início

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Jailton Andrade

Luciano Huck acha que está lidando com as crianças do programa de Angélica. Um estúpido que continua usando seu Caldeirão de sábado pra dizer tolices. Após 1 ano de pandemia é que ele começa a criticar o governo. Sim, porque não tem coragem de, em suas críticas, pronunciar a palavra Bolsonaro. Se limita, de forma abstrata, a mencionar “eles”.

Há poucos dias disse lá que a morte de Paulo Gustavo “foi uma partida injusta porque poderia ser evitada se o Brasil tivesse levado a sério essa pandemia desde o começo”. Em seguida, sob o mesmo tema, ataca indiretamente o Trump dizendo que bastou o Biden assumir a presidência dos EUA para eles “mudarem os rumos. Em 3 meses vacinaram a população”. Quem ver assim pensa que ele queria Lula no poder hoje, ao invés de Bolsonaro.

Quem conhece Luciano sabe que ele quer ser o Biden tupiniquim sem partido. É um sonho mais da Globo do que dele, tudo bem, mas o Huck precisava ser honesto uma vez na vida. E se hoje ele deixa vazar que vai desistir da candidatura à presidência, é porque sabe que, além de maturidade e inteligência, falta responsabilidade para posto e a prova está aí. Huck, assim como Bolsonaro, continuará a ser um entreguista defensor do estado mínimo e do patrimônio acima da vida. Ninguém da família Huck precisará do SUS, a não ser pra tomar a vacina, se já não pegou umas com Dória, aquele da Mubadala. Pergunte se ele quer uma Petrobras do povo. Pergunte se ele é a favor das universidades públicas. Pergunte o que ele achou da Chacina do Cabula. Ele nem sabe o que é Cabula, quando mais chacina.

Quem matou Paulo Gustavo foi o golpe, Luciano. Para o mal dos seus pecados, quem matou Paulo Gustavo foi você, que vinha reclamando dos governos populares desde o início. Você, a Ivete, a Hebe. Todo mundo no “Movimento Cansei” de 2007, onde a OAB SP ensaiava o golpe. Mino Carta já previa em 2007 o que Luciano sempre quis: o “retorno da Marcha da Família, com Deus e pela Liberdade”. Igualzinho a 1964.

Foi essa inveja que matou Paulo Gustavo, Luciano. Que matou Haroldo Lima. Se tivemos a Chacina do Jacarezinho, a morte de Marielle, o exilio do baiano Jean Wyllys e um genocida no poder foi por culpa sua. É audiência como a sua, no Instagran e na Globo, que leva milhares de pessoas para o buraco. Se pessoas como você tivessem responsabilidade com os seres humanos na frente da telinha não teríamos um golpe como o de 2016 que retirou do comando do país a primeira mulher, uma mulher tão honesta que 5 anos depois não encontraram nada para incrimina-la. Nem a quadrilha da lava-jato conseguiu colocar o nome dela nas ações que moveu. Onde Luciano, o Huck, estava quando o STF tirou o direito de voto de 2,5 milhões de nordestinos em 2018 alegando cadastramento biométrico?

Tem uma música de Fred Zeroquatro bem emblemática quanto à hipnose que nos submetem: “Milhões de heróis se acotovelam em nossas telas e nós os velamos em nossas salas chupando balas”.

Ainda é possível ouvir o hino nacional trash na abertura da Copa do Mundo de futebol em 2014 onde Huck, Angélica, Marcos Mion, Marcelo Tas e outros entoavam o cântico “vai tomar no cu”, todos a partir da área vip da Arena Corinthians em direção à presidenta Dilma que acompanhava o jogo de abertura entre Brasil e Croácia. Das duas uma: ou Luciano foi inconsequente no seu regozijo ou, de fato, queria um Brasil de meio milhão de mortos.

Um ano antes desse jogo, uma mansão em Angra dos Reis era superfaturada a Joesley Batista, pelo dobro do preço de mercado. Um belo trio de amigos com Joesley da carne de papelão e Aécio Neves do helicóptero. Quem vai acreditar que Luciano, amancebado com essa dupla que tem muito mais do que narizes em comum, quer algo de bom para o povo?

Era daquela área vip da Arena Corinthians que Luciano Huck, com R$ 33,4 milhões de Joesley no bolso com a venda de sua mansão construída irregularmente em Angra, entoava o cântico macabro.

Essa pegada é a mesma de Divaldo Franco, que ajudou a criar esse monstro e agora paga de salvador dos espíritos. Todos esses são culpados por cada morte neste país. E não é somente pelo COVID, mas também pelos crescentes assassinatos do povo negro.

E se hoje Huck não consegue mais pagar de isentão como a Veveta, cujo namorado cabeça-oca culpa a empregada pelo contágio na Mansão dos Cardeais, é porque estamos cobrando. E quando voltarmos, Luciano, não tenha medo. Viremos para te fazer feliz, de verdade.

 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email