Saudação aos jovens que foram às ruas lutar por democracia

"A mobilização que ocupou as grandes capitais do país foi uma benvinda demonstração de apego a democracia e maturidade política", escreve Paulo Moreira Leite, do Jornalistas pela Democracia

Manifestação em Brasília
Manifestação em Brasília (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Paulo Moreira Leite, do Jornalistas pela Democracia Mobilizados em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e outras cidades, a juventude brasileira que foi às ruas neste domingo fez um movimento que ajuda a devolver o Brasil aos brasileiros e brasileiras.

Sim. Nas últimas semanas o bolsonarismo  chegou a produzir uma encenação tenebrosa por todo país.

Com faixas inaceitáveis   pelo caráter politicamente criminoso -- Intervenção Militar, fechamento do STF e outras barbaridades -- sua desenvoltura pelo espaço público produzia uma inquietante sensação de impunidade.

Exibindo-se por ruas e avenidas sem serem incomodados, até ameaçavam atingir o objetivo final de todo movimento que deseja implantar uma ditadura  -- transmitir a noção de que nem vale a pena resistir, pois sua vitória seria uma fatalidade.  

Desde as dez da manhã de ontem,  quando já era possível acompanhar as primeiras imagens e ouvir as palavras de ordem de uma animada coluna de brasileiros e brasileiras pela Esplanada dos Ministérios, ficou claro que outra voz  fala pela maioria da nação e não abre mão do direito de definir seu destino.

Num país que até então ruminava muitas incertezas e mesmo temores, surgiu uma mensagem clara  daquela juventude que quer democracia, exige mais escolas e melhores empregos, e mira o exemplo dos protestos contra o assassinato de George Floyd, em Minneapolis, para lembrar que o racismo com farda policial comete crimes hediondos  também no Brasil.  

São exigências e reivindicações que o bolsonarismo não quer nem pretende resolver -- pelo contrário.

Num país onde a irresponsabilidade do governo Bolsonaro deu à Covid-19 a condição de escândalo mundial, os protestos poderiam ter sido enfraquecidos pelos temores em relação à saúde pública -- a ameaça de contaminação, que atinge toda a população, mas é  particularmente grave junto aos 30 milhões que têm mais de 60 anos ou mais,  integrando o chamado grupo de risco.

Reunindo uma massa capaz de tomar o caminho da luta num fim-de-semana carregado por adversidades, inclusive um lamentável ambiente de divisão política entre adversários do bolsonarismo, o país assistiu a um protesto de jovens e jovens adultos, que deixaram um exemplo de maturidade política e competência para travar a luta que o país precisa.

Alguma dúvida? 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247