Se falar o bicho pega, se calar o bicho come

O jornalista Alex Solnik afirma que, caso concedido habeas corpus para o ex-ministro Eduardo Pazuello, “será pior para ele ficar calado do que falar, pois com palavras poderá se defender, das acusações enquanto o silêncio será uma confissão de culpa”

Eduardo Pazuello
Eduardo Pazuello (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Não vejo nenhum prejuízo à investigação caso Lewandovski conceda a Pazuello o habeas corpus que lhe dará o direito de ficar em silêncio na sua oitiva à CPI da Covid, no próximo dia 19.

Será pior para ele ficar calado do que falar, pois com palavras poderá se defender, das acusações enquanto o silêncio será uma confissão de culpa: como reza o velho provérbio, quem cala, consente.

Se falar, o bicho pega; se calar, o bicho come.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email