Se Fernando Henrique fosse um príncipe...

Se Fernando tivesse um pouco de honradez e dignidade, teria passado a faixa presidencial com o orgulho de um professor entregando o diploma ao aluno; seria conselheiro natural do operário que o sucedeu, contribuindo, com sua experiência, em complicados acordos de cooperação e conflito, pelo bem do país

FHC & CIA - O elogio a traição
FHC & CIA - O elogio a traição (Foto: RENATO ARAUJOA/Br)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fernando Henrique é a nobreza intelectual e moral do tucanato, da mídia corporativa e da elite atrasada do país. Autor de vários livros, ganhador de Prêmios como o “Príncipe das Astúrias de cooperação internacional” em 2000, e o "Mahbub ul Haq por Notável Contribuição ao Desenvolvimento Humano" do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento em 2002.

Ministro da Fazenda no governo Itamar Franco, Fernando participou do bem sucedido Plano Real, fator determinante para a sua eleição e reeleição a Presidente da República, ambas em primeiro turno.

Condecorado em Portugal com a Grã-Cruz Ordem do Mérito e com o Grande-Colar da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada, além de outras condecorações, o ex-presidente gozava de prestígio internacional.

Fernando Henrique Cardoso tinha requisitos para ilustrar as páginas e galerias da história, como uma figura que contribuiu para o desenvolvimento e crescimento de seu país. Porém, Fernando não quis ser um príncipe altivo e dotado de brio, preferiu o atalho da inveja, do rancor e da privataria, escolheu o caminho do brejo.

Se Fernando tivesse um pouco de honradez e dignidade, teria passado a faixa presidencial com o orgulho de um professor entregando o diploma ao aluno; seria conselheiro natural do operário que o sucedeu, contribuindo, com sua experiência, em complicados acordos de cooperação e conflito, pelo bem do país.

O Brasil indígena, mulato, caboclo e negro não foi capturado pela antena burguesa de Fernando, que pediu que esquecessem tudo o que escreveu. Apequenado Brasil dos brancos, dos homens gigantes e poderosos, presos a espíritos pequenos e servis.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email