Segóvia absolve Temer sem investigar

"Em suas primeiras declarações o novo chefe da PF Fernando Segóvia disse a que veio. Veio para dançar conforme a música, e não para tocá-la, como seu homônimo famoso de nome Andrés fazia ao violão", escreve o colunista do 247 Alex Solnik; "Falando para uma plateia composta por vários investigados pela PF, inclusive o próprio presidente da República afirmou que a mala de 500 mil de Rocha Loures não é suficiente para condená-lo. Absolveu Temer sem investigar", completa

"Em suas primeiras declarações o novo chefe da PF Fernando Segóvia disse a que veio. Veio para dançar conforme a música, e não para tocá-la, como seu homônimo famoso de nome Andrés fazia ao violão", escreve o colunista do 247 Alex Solnik; "Falando para uma plateia composta por vários investigados pela PF, inclusive o próprio presidente da República afirmou que a mala de 500 mil de Rocha Loures não é suficiente para condená-lo. Absolveu Temer sem investigar", completa
"Em suas primeiras declarações o novo chefe da PF Fernando Segóvia disse a que veio. Veio para dançar conforme a música, e não para tocá-la, como seu homônimo famoso de nome Andrés fazia ao violão", escreve o colunista do 247 Alex Solnik; "Falando para uma plateia composta por vários investigados pela PF, inclusive o próprio presidente da República afirmou que a mala de 500 mil de Rocha Loures não é suficiente para condená-lo. Absolveu Temer sem investigar", completa (Foto: Alex Solnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Em suas primeiras declarações o novo chefe da PF Fernando Segóvia disse a que veio.

Veio para dançar conforme a música, e não para tocá-la, como seu homônimo famoso de nome Andrés fazia ao violão.

Falando para uma plateia composta por vários investigados pela PF, inclusive o próprio presidente da República afirmou que a mala de 500 mil de Rocha Loures não é suficiente para condená-lo.

Absolveu Temer sem investigar.

Arrogou-se o papel de juiz.

Jamais se viu tamanha demonstração pública de subserviência de um chefe da Polícia Federal e tanto desrespeito ao Poder Judiciário.

Segóvia desqualificou a investigação comandada por seu antecessor e os agentes da própria PF, o encaminhamento “açodado” da PGR e até a homologação do STF.

Bateu de frente com a cúpula do Judiciário e por pouco não foi aplaudido em cena aberta por Temer.

Por fim, como era de esperar, garantiu que o combate à corrupção vai continuar.

Desde que distante do Palácio do Planalto.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247