Ser humano? Feliz Dia Nacional do Livro

www.brasil247.com -


Surgimos dentro de um mar tão primitivo, através de uma grandiosa explosão, que gerou todo o universo, que ainda tão mal conhecemos… Depois de alguma forma evoluímos, a partir de um coacervado tão simples…

Após tantas mudanças mutantes, chegamos a andar sobre os dois pés; quebrando o convencional, que por tantos milhões de anos fora o trivial entre as outras espécies do mundo animal. Um dia levantamos nossos pés da terra africana berço de nosso surgimento, e caminhamos eretos e resolutos rumo ao inexplorado, e já levávamos conosco: as ferramentas (que já) havíamos confeccionado para nos auxiliar nas mais variadas necessidades e apetites.

Depois que o nosso pelo caíra, o nosso funcionamento cerebral: levou-nos a criar o elemento fogo para nos aquecer… Já fazíamos a diferença no mundo.

No entanto, ao nos depararmos com outra tribo, menos eficiente, e mais forte, nos sentimos intimidados e superiores, e então surgia: a volúpia, o ego, e a sede de poder… Foi então que exercitamos pela primeira vez a luta corporal interespecífica e passamos a ser a única espécie humana da Terra.

Nossos mortos, já não eram abandonados, jazendo sem um funeral, nós o adornávamos e chorávamos por eles – nosso sentimento surgia juntamente ao nosso egoísmo, que crescia e permanecia na cena, especialmente quando matamos um Cristo, que se fez carne para nos salvar…

E hoje perguntamos: seríamos o mal resultado de uma experiência, a luta do bem contra o mal, ou apenas uma espécie prestes a desaparecer?

Ninguém na face desse planeta ainda consegue responder, mas eu pergunto a todos: será que somos melhores que os dinossauros; que viveram felizes aqui, o maior tempo descrito: aproximadamente Sessenta e cinco milhões de anos… sem ferir o ecossistema; e sem matar por poder?

“A praça é do povo. Como o céu é do condor”.

Castro Alves

“O Homem neoliberal possui um chip capitalista no lugar do cérebro”

Valéria Guerra Reiter

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247