Será o fim da Era Bozozóica?

Os ratos, sabemos todos, abandonam o navio quando começa a fazer água, e não falta é rato nessa embarcação. Cresce a cada dia o número de bolsominions arrependidos, há quem pense em abrir clínicas para curá-los da midiotia a qual foram acometidos

Será o fim da Era Bozozóica?
Será o fim da Era Bozozóica? (Foto: Ricardo Moraes - Reuters)

A era mesozóica durou um longo período, afirmam, imprecisamente, que entre 251 e 65 milhões de anos.

Dos 65 milhões todos se lembram, foi quando um enorme meteoro deu um cascudo na nossa esfera e tudo se espatifou.

Embora só lembremos da extinção de dinossauros.

Pois os dinossauros estão de volta.

Como num fast rewind, parece que rebobinamos a fita do tempo e cá estamos nós num mundo dominado por essas criaturas jurássicas.

São os tirando sarros.

Leitores de orelhas de livros e seguidores de um astrólogo tresloucado, esses midiotas vivem a gargalhar, embora suas mensagens sejam cheias de ódio.

Adotam o KKK como forma de riso.

Logo, trata-se do mesmo KKK do capuz e da cruz incandescente.

Homofóbicos, classistas, misóginos e racistas, utilizam as redes antissociais para linchar, humilhar, xingar, difamar e mentir.

Nem todos são de carne e osso, há muitos bots entre eles, e é essa desinteligência artificial que distribui a ração diária para que os midiotas alimentem seu ódio e sua brutal estupidez:

Mamadeiras de piroca, terra plana, Adão lendo Marx, Hitler comunista, bebês apreendendo a se masturbar, ator pornô moralista e um laranjal como sombra.

Outro dia, o grande líder dessa manada apareceu em uma fotografia vestido bisonhamente como um espantalho espantado:

Olhos que olham o nada, camiseta pirata, chinelo de dedo e terno emprestado de algum defunto maior que ele.

Parecia querer afugentar um corvo verde-oliva, que já lhe dá precisas bicadas no fígado.

Na era bozozóica, o Brasil é o único país do mundo em que um general bate continência para um capitão que sempre capitula.

Capitu, é o nome do general, e seus olhos de ressaca miram, cobiçosos, a faixa que o titular ostenta no peito.

Há quem diga que a caneta Bic do presidente já está sem tinta, por isso demorou a assinar a exoneração de um subalterno.

Testemunhas afirmam que Mourão sacou uma esferográfica da algibeira e emprestou ao imprestável.

Antes de ser defenestrado, o ex-ministro foi chutado nas redes sociais, imolado como um Judas em sábado de aleluia, chamado de mentiroso e o diabo.

Sobre isso, a pra lamentar Joice, uma bolsonarista de primeira linha - aquela acusada de plagiar os colegas jornalistas dezenas de vezes -mandou um recado:

“Mesmo o cachorro mais leal, você o chuta uma, duas, três vezes, na quarta ele te morde”.

Tratado como um cão sarnento, Bebiano já mostra os dentes.

Os ratos, sabemos todos, abandonam o navio quando começa a fazer água, e não falta é rato nessa embarcação.

Cresce a cada dia o número de bolsominions arrependidos, há quem pense em abrir clínicas para curá-los da midiotia a qual foram acometidos.

Felizmente, vaticina um profeta de Facebook, essa era está chegando ao fim.

Olavo é o guru da era que já era, pixará um artivista mais afoito.

O certo é que partiu, da planície do planalto, o meteoro que dará fim a estes tempos trevosos.

Patiu, não, “foi partido”.

Gustavo Bebianno é o nome do bólide cuja sombra já assombra os habitantes da República Filhocrata.

Quando tudo se acabar, arqueólogos e escafandristas escarafuncharão escombros de tribunais e espelhos d’agua, indagando-se:

“Cadê Queiróz?”

Ninguém sabe, ninguém viu.

P.S: porém, não nos esqueçamos, desde que o velho Bruce Willis (Armagedom) implantou uma bomba para destruir um asteróide que se dirigia à terra, sabemos que não é só porque vemos a sombra do mostro que ele há de nos assombrar.

Sempre haverá um cabra treinado para implodir o que quer explodir!

Palavra da salvação.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247