Só Boulos cresce no Datafolha

Em artigo, o jornalista Alex Solnik avalia, sobre a pesquisa, que agora resta saber se o candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo "vai alcançar ou superar o teto de 16% que candidatos petistas a eleições majoritárias têm batido em São Paulo"

Guilherme Boulos
Guilherme Boulos (Foto: Brasil247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A grande novidade do Datafolha divulgado nesta quinta-feira (8) é o crescimento de Guilherme Boulos, que pulou para o terceiro lugar isolado, com 12%, depois de empatar com França na pesquisa de 24 de setembro.

Somente ele cresceu, o que confirma a tendência de o eleitorado petista abandonar o candidato oficial do partido, Jilmar Tatto, que continua com 1%.

Russomano caiu de 29% para 27%, ainda em primeiro, Covas subiu 1%, tinha 20% e está com 21%, dentro da margem de erro, em segundo e França continua nos 8%, em quarto.

Apesar do recall de 2018, quando foi candidato a presidente, nem Boulos nem o PSOL jamais pontuaram 12% em São Paulo.

Resta saber se ele vai alcançar ou superar o teto de 16% no qual candidatos petistas a eleições majoritárias têm batido em São Paulo: Haddad, a prefeito em 2016 e a presidente em 2018 e Luiz Marinho, a governador, em 2018.

A pesquisa simulou o segundo turno somente entre os dois primeiros colocados, com vantagem para Russomano: 46% a 40%. Outras opções de segundo turno – Russomano vs. Boulos, Covas vs. Boulos, Covas vs. França - foram desprezadas.

Com base nesse resultado, que pode mudar nas próximas pesquisas, a campanha na TV e no rádio começa amanhã, o voto útil contra Bolsonaro em São Paulo seria, se as eleições fossem hoje, Bruno Covas.

Seus 21% somados aos 12% de Boulos, 8% de França, 1% de Jilmar e 1% de Orlando Silva garantiriam vitória no primeiro turno sobre Russomano.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247