Sobre crueldade nas horas mais difíceis

E quem tem boa memória lembra do general Eduardo Villas Boas pressionando pelo Twitter o STF a rejeitar o habeas corpus preventivo de Lula. E pra que? Pra ser cruelmente humilhado pelo guru do presidente que só se elegeu, porque Lula foi mantido preso

Sobre crueldade nas horas mais difíceis
Sobre crueldade nas horas mais difíceis

É…

A história não segue em linha reta.

E quem tem boa memória lembra do general Eduardo Villas Boas, então comandante do Exército brasileiro, pressionando pelo Twitter o STF a rejeitar o habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula.

E pra que?

Pra ser cruelmente humilhado pelo guru do presidente que só se elegeu, porque Lula foi mantido preso para não disputar e vencer a eleição.

Olha o que Olavo de Carvalho mandou como recado ao general e que Bolsonaro fez vista grossa:

“há coisas que nunca esperei ver, mas estou vendo. A pior delas foi altos oficiais militares, acossados por informações minhas que não conseguem contestar, irem buscar proteção escondendo-se atrás de um doente preso a uma cadeira de rodas”.

Ninguém humanamente civilizado teria coragem de tripudiar de uma doença mortal como a ELA.

Só o guru de um presidente igualmente burro e mau.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247