Socorro, o Trump vem aí...

Quem disser que acredita que Trump fará um bom governo, precisa urgente consultar um psiquiatra. Pior, quem disser que não teme por suas ações, já pode até ser internado com direito a camisa de força, choque elétrico na cabeça e tudo que vier no pacote

Quem disser que acredita que Trump fará um bom governo, precisa urgente consultar um psiquiatra. Pior, quem disser que não teme por suas ações, já pode até ser internado com direito a camisa de força, choque elétrico na cabeça e tudo que vier no pacote
Quem disser que acredita que Trump fará um bom governo, precisa urgente consultar um psiquiatra. Pior, quem disser que não teme por suas ações, já pode até ser internado com direito a camisa de força, choque elétrico na cabeça e tudo que vier no pacote (Foto: Ricardo Fonseca)

Imagine uma Narcisa Tamborindeguy governando o País mais rico e poderoso do mundo – os EUA – "Aí que loucura" seria. Agora imagine se essa Narcisa fictícia eleita presidente americana nesse texto, fosse elevada à milésima potência do racismo, misoginia, megalomanismo, prepotência, psicopatia, luxúria e do absurdo? Bingo! Ela seria nada mais, nada menos que o novo presidente americano eleito semana passada - Donald (porra louca) Trump.

Que fique bem claro que curto muito o jeito da nossa Narcisa tupiniquim, que é um amor de pessoa e tem um coração enorme. Mas não tenho tanto apreço pela outra Narcisa, essa falsificada e turbinada deles.

Imagino que das duas uma: O magnata dos hotéis, Cassinos e Playmates pode muito bem ter "comprado" e "pago" muito caro por essa eleição que surpreendeu a todos ou realmente o povo americano endoidou e caiu nas promessas malucas e sem noção dele, para " limpar" os EUA das raças menos puras e "reconquistar" o mundo.

O planeta acordou atônito no dia 9 de novembro ( diga-se de passagem, um péssimo presente de aniversário que ganhei), com a notícia de sua fabulosa vitória. Ganha os conservadores gourmet da aristocracia republicana americana que se acha superior. Perde o mundo social democrata que luta pela Paz e Justiça Social nos quatro cantos dessa birosca que se transformou a terra.

Quem disser que acredita que Trump fará um bom governo, precisa urgente consultar um psiquiatra. Pior, quem disser que não teme por suas ações, já pode até ser internado com direito a camisa de força, choque elétrico na cabeça e tudo que vier no pacote.

O cara não gosta da China, que é senão a terceira maior potência mundial e grande parceira econômica americana há anos. Agora vai entender, ele ama a Rússia, historicamente um inimigo em potencial dos EUA desde o fim da Segunda Guerra Mundial e inicio da Guerra Fria ( entre 1945 e 1991).

Quem vai ou já foi aos EUA, pelo menos algum dia nessa vida já comprou produtos (eletrônicos ou não) com as inscrições em letras brancas: "Made in China". Pois é, agora isso tenderá a mudar com essa nova forma de administrar a maior potência do mundo.

Prever uma "Terceira Guerra Mundial" ou que ele será "impitimado", não seria delírio de petralhas como eu, e muito menos que fará uma administração exemplar seria igualmente delírio tucanalha do emplumado João Doria (prefeito eleito de SP). Existe um terceiro fator chamado de "imprevisibilidade política", que poderá surpreender, reiterar, contradizer ou decepcionar ele (Dória) ou a mim.

A verdade é que o dólar caiu e as bolsas subiram, o mercado financeiro quase colapsou. Calma! nada que a Coxinhalândia mundial poderosa economicamente falando, não resolvesse rapidamente. Coisas do mercado financeiro instável mesmo...

Podemos afirmar que a situação americana com Trump no poder vai ficar Flórida. Sim, tudo por causa do maior e mais disputado estado pêndulo, com 29 votos no colégio eleitoral e onde ele venceu com 29, 06%. Talvez o jornal Miami Herald tenha escrito certo com letras tortas em seu editorial sobre as eleições americanas: HER (ELA), sobre a foto em preto e branco de uma Hillary sorridente. NOT HIM (ELE NÃO), sobre a foto também em preto e branco de Donald (pato) Trump com sorriso irônico e ENOUGH SAID ( JÁ DISSE O BASTANTE), abaixo da mesma foto do magnata eleito.

Quem sabe o Trump está para o mundo assim como como Temer está para o Brasil – ilegal. O mundo terá que engoli-lo da mesma forma que nós brasileiros tivemos que engolir o presidente decorativo das elites.

Enquanto o TSE/STF não sabe se julga a legitimidade do atual governo brasileiro, milhões de brasileiros que foram as ruas várias vezes contra a corrupção e por um País melhor ( se revoltam por verem a sua presidente legalmente eleita com 54,5 milhões de votos, ser defenestrada do cargo sem crime de responsabilidade), assistem hoje ao governo do impostor/traidor que assinou também 3 decretos suplementares (motivo esse da cassação de Dilma Rousseff), que tenta com o apoio das elites, do Congresso vendido e de parte do Judiciário, permanecer e se perpetuar no poder até 2018.

Os americanos vão experimentar um governo decorativo e desastroso como no Brasil, que irá afetar diretamente a economia mundial e poderá trazer consequências catastróficas . Afinal, não é todo dia que se produzem presidentes ilegítimos, aristocratas e privatizacionistas tão bem quanto o nosso.

Pode se dizer, que Trump é Temer e vice versa. Nesse jogo de poder, o estado terá participação mínima e será mero coadjuvante, ante aos interesses dos grandes grupos econômicos dos megaempresários mundiais.

Será que Trump vai conseguir transformar a China em Rússia e vice-versa, construir um grande muro pra separar os EUA do terceiro mundo e eleger a Argentina e Brasil como as suas mais novas colônias num megaloprojeto de conquistar e dirigir a America do Sul? Veremos só se Deus e os americanos quiserem, porque para muitos eles são como deuses – podem tudo!

Termino esse texto com a frase que o mundo deve ter dito assim que foi anunciada a vitória desse maluco de pedra: Socorro, o Trump vem aí... porque governar uma País não é administrar um Hotel 5 estrelas com belas loiras sensuais em Las Vegas.

 

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247