Tem que ter gratidão na política

Parece que o povo do Estado de Pernambuco está sendo atendido. E é grato à presidenta Dilma

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Não dês a ninguém aquilo que te peça, mas aquilo que achas que necessita; e suporta logo a ingratidão.
Miguel Unamuno

O Governador Eduardo Campos assumiu essa semana a faceta de candidato anti PT; Disse que poderia ter esperado para ser o candidato a presidente da coalizão de centro-esquerda que governa o país, mas que o país não pode esperar 2.018. Se coloca como líder messiânico, assumindo o risco da arrogância e da ingratidão, ao se colocar como o escolhido, para salvar o Brasil do Governo do PT.

O Pernambuco deu prestígio a Eduardo Campos; o PT, o presidente Lula, corretamente, apoiou os pleitos da população de Pernambuco. A presidenta Dilma continua apoiando os Pernambucanos. E não se faz saúde, educação, políticas sociais sem dinheiro. E sem uma economia que permita isso. E a política do PT e desse governo enviou infinitas vezes mais que o Governo do PSDB/DEM. Para se ter ideia entre 1997 e 2002, o Governo do PSDB/DEM, enviou ao povo pernambucano 6,6 bilhões de reais; o Governo do Presidente Lula enviou de 2003-2010 23 bilhões de reais; a Presidenta Dilma enviou em 2011,2012 e 2013 16 bilhões de reais. Esses recursos são das fontes constitucionais, o que o povo de Pernambuco tem o direito de receber. Parece que a economia é bem mais sólida e retirou muito mais gente da pobreza no Governo Democrático Popular do PT, e isso dá esperança de dias melhores a todos os brasileiros.

Parece que o povo do Estado de Pernambuco está sendo atendido. E é grato à presidenta Dilma. Na última campanha da Presidenta, a população, soube reconhecer a importância do Governo Petista e fez um dos maiores índices eleitorais dessa coalizão. O povo não esquece quem fez bem para o povo. Mas parece que querem uma "nova política para o Pernambuco e para o Brasil".

Essa chamada "nova política" da Rede e do PSB já escolheu "novos parceiros" para pensar o Brasil e o Pernambuco. Foram chamados os "companheiros" Jorge Bornhausen, Ronaldo Caiado, Heráclito Fortes, Roberto Freire que até outro dia eram defensores da política neo liberal tucana. Nova política, novos aliados.

A tentativa do Governador Eduardo Campos é de se viabilizar com esses "companheiros" e de olho no eleitorado que eles representam; A Elite agradece enlouquecidamente a defesa do capital frente ao trabalho. Ainda tem mais: o Governador tenta entrar no campo de Aécio Neves, nas palavras de Roberto Amaral, Vice Presidente Nacional do PSB, um "aliado – concorrente." Isso realmente é novo na política.

Eduardo Campos quer o embate com o PT; O PT e a presidenta Dilma reconhecem todo o valor do povo de Pernambuco. Continuaremos nossa política republicana de atender à necessidade popular. Vale a pena ainda lembrar que o Pernambuco deu excelentes homens públicos. Creio não exagerar, que na época atual, o Presidente Lula seja o maior exemplo de liderança política de Pernambuco. Ele acreditou, acredita e defende a presidenta Dilma como legítima representante da Coalizão liderada pelo PT. E parece que ela fez muito pelo Brasil, e pelo Pernambuco; penso que ela continuará fazendo cada vez mais. Dilma reconhece, com gratidão, as demandas do povo de Pernambuco. Dilma tem gratidão pela maior liderança do Pernambuco, Lula, justamente pelo o que ele fez pelo Brasil e pelos estados do nordeste. A humildade e gratidão fazem parte de Lula, de Dilma, do PT e de Pernambuco e isso não é nada novo é ha muito reconhecido pelo Brasil e pelos pernambucanos. Mesmo contra Heraclito's, Freire's, Bornhausen...

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email