Temendo efeito Tancredo, Temer se opera em São Paulo

"Não é corajoso a ponto de se operar em Brasília, onde Tancredo entrou na faca e todo mundo sabe no que deu", diz o colunista o 247 Alex Solnik sobre a ida de Michel Temer para São Paulo, onde se internará no hospital Sírio Libanês para exames e pode passar por cirurgia; "O problema de Tancredo foi diverticulite, nada a ver com o de Temer. O de Temer é mais grave do que eu supunha. Tudo indicava que seria crescimento da próstata, mas extraoficialmente se comenta que pode ser coágulo na bexiga, coisa muito mais grave, inclusive porque pode ser sintoma de tumor", diz Solnik

"Não é corajoso a ponto de se operar em Brasília, onde Tancredo entrou na faca e todo mundo sabe no que deu", diz o colunista o 247 Alex Solnik sobre a ida de Michel Temer para São Paulo, onde se internará no hospital Sírio Libanês para exames e pode passar por cirurgia; "O problema de Tancredo foi diverticulite, nada a ver com o de Temer. O de Temer é mais grave do que eu supunha. Tudo indicava que seria crescimento da próstata, mas extraoficialmente se comenta que pode ser coágulo na bexiga, coisa muito mais grave, inclusive porque pode ser sintoma de tumor", diz Solnik
"Não é corajoso a ponto de se operar em Brasília, onde Tancredo entrou na faca e todo mundo sabe no que deu", diz o colunista o 247 Alex Solnik sobre a ida de Michel Temer para São Paulo, onde se internará no hospital Sírio Libanês para exames e pode passar por cirurgia; "O problema de Tancredo foi diverticulite, nada a ver com o de Temer. O de Temer é mais grave do que eu supunha. Tudo indicava que seria crescimento da próstata, mas extraoficialmente se comenta que pode ser coágulo na bexiga, coisa muito mais grave, inclusive porque pode ser sintoma de tumor", diz Solnik (Foto: Alex Solnik)

Temer se interna no Sírio Libanês hoje ou amanhã. Provavelmente hoje para voltar a Brasília na segunda-feira.

O mais breve possível, porque, como se dizia, quem vai a Portugal pode perder o lugar.

É do tempo de D. Pedro II, mas é muito atual.

Não é corajoso a ponto de se operar em Brasília, onde Tancredo entrou na faca e todo mundo sabe no que deu.

Embora o óbito tenha ocorrido em São Paulo, no Incor, mas a barbeiragem e o início da infecção – com invasão da sala cirúrgica por político ansiosos – deu-se no Hospital de Base.

O problema de Tancredo foi diverticulite, nada a ver com o de Temer.

O de Temer é mais grave do que eu supunha.

Tudo indicava que seria crescimento da próstata, mas extraoficialmente se comenta que pode ser coágulo na bexiga, coisa muito mais grave, inclusive porque pode ser sintoma de tumor.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247