Temer leva um fora da comitiva do Japão e Super Mário vira cereja do bolo na festa da Olimpíada

Com medo de vaia, não foi à festa de encerramento dos jogos olímpicos e ainda teve o desplante de sugerir ao primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e à sua comitiva, que fossem encontrá-lo em Brasília. Óbvio que recebeu como resposta um 'era só o que faltava'

Com medo de vaia, não foi à festa de encerramento dos jogos olímpicos e ainda teve o desplante de sugerir ao primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e à sua comitiva, que fossem encontrá-lo em Brasília. Óbvio que recebeu como resposta um 'era só o que faltava'
Com medo de vaia, não foi à festa de encerramento dos jogos olímpicos e ainda teve o desplante de sugerir ao primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e à sua comitiva, que fossem encontrá-lo em Brasília. Óbvio que recebeu como resposta um 'era só o que faltava' (Foto: Luciana Oliveira)

O presidente interino, Michel Temer, não é só covarde, mas completamente sem noção.

Com medo de vaia, não foi à festa de encerramento dos jogos olímpicos e ainda teve o desplante de sugerir ao primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e à sua comitiva, que fossem encontrá-lo em Brasília.

Óbvio que recebeu como resposta um 'era só o que faltava' e a comitiva foi recepcionada no Rio pelos ministros das Relações Exteriores, José Serra, do Esporte, Leonardo Picciani, e pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Não bastasse a deselegância diplomática, Temer enviou uma carta em que demonstrou dúvidas sobre um possível reencontro.

"Confio que poderemos encontrar-nos proximamente. Teremos sempre a beneficiar-nos do diálogo franco e aberto sobre nossa diversificada agenda bilateral e sobre temas globais de interesse comum", disse Temer, que também desejou sucesso na realização dos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio.

O interino mandou, um pelotão 'antipático' pra lhe representar na festa e quem virou a cereja do bolo foi o premiê que se transformou no personagem de um clássico do mundo dos games, o Super Mário Bros.

O gesto fez disparar as buscas na internet por jogos e consoles do sucesso da Nintendo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247.Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247