Temer, o Usurpador, continua golpista ao invés de estar preso e calar a boca

www.brasil247.com -
(Foto: Agência Brasil)


Por Davis Sena Filho

Todo mundo sabe, até os idiotas e os que vivem no mundo da lua, que o Brasil não tem tradição parlamentarista e sim presidencialista, bem como todo mundo que leu um pouquinho da trágica história deste País injusto e desigual sabe e compreende que a imposição do parlamentarismo por parte de um Congresso pleno de golpistas sem-vergonhas e pilantras, cujo assunto somente vem à tona quando um candidato do campo progressista, trabalhista e de esquerda se torna favorito às eleições presidenciais.

Exatamente assim que acontece no Brasil da direita escravocrata e indelevelmente entreguista, que chegou ao ponto de levar Lula à prisão para que ele não concorresse e vencesse as eleições de 2018 e, consequentemente, estancar a sangria econômica e social que está a destruir o estado nacional e a deixar dezenas de milhões de brasileiros a enfrentar duramente a pobreza e a miséria, por causa de políticas públicas e econômico-financeiras draconianas perpetradas pelo fascista Jair Bolsonaro e anteriormente pelo traidor e golpista de primeiríssima hora, o abjeto e calhorda Michel Temer.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A verdade é que quando a esquerda é favorita ou quando vence as eleições e senta na cadeira de presidente da República se torna alvo sistemático de campanhas direitistas cujo mote é a "corrupção" ao estilo de tradição udenista, pois a intenção é concretizar golpes de estado e sequestrar o estado nacional, que passa a atender somente às demandas e interesses da burguesia brasileira, que é associada a governos estrangeiros promotores de golpes, a exemplo dos Estados Unidos, além de se dedicar ao entreguismo das riquezas brasileiras, que passam a ficar nas mãos de corporações multinacionais, que não tem o menor interesse em investir no País.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Brasil e a América Latina são pródigos em golpes por parte da burguesia latina com a cooperação decisiva das cúpulas do alto escalão do serviço público no Legislativo, Executivo e Judiciário, sendo que as Forças Armadas e órgãos como o Ministério Público, a Polícia Federal e grande parte da Justiça são indubitavelmente contaminados, pois partidarizados e com tradição para intervir criminosamente no processo democrático e eleitoral,   como ocorreu com Getúlio Vargas, João Goulart e Dilma Rousseff, sendo que Jango foi vítima de conspiração e complô para que a direita pudesse evitar que ele assumisse a cadeira deixada vaga pelo presidente Jânio Quadros, que renunciou à Presidência sem dar muitas explicações, sendo que Getúlio seria golpeado pela segunda vez, quando resolveu se matar e, com efeito, adiar o golpe civil-militar por dez anos, o que somente ocorreu em 1964.

Agora, sobre Dilma Rousseff tudo mundo sabe como foi a farsa e a fraude do golpe de 2016 sofrido por ela e efetivado por canalhas, inclusive com a decisiva participação do sacripanta e Amigo da Onça, Michel Temer, um homem que pelo menos deveria calar a boca e se recolher à sua insignificância, porque se trata de um sujeito pueril e tão vazio de ideias e projetos quanto ao Bozo fascista, que ele cooperou, e muito, para colocar no poder, da maneira mais infame e vil possível, o que o coloca nas páginas mais imundas e fétidas da história do Brasil, porque além de ser um deplorável  traidor de Dilma, tal indivíduo sórdido traiu também a democracia, os eleitores e os interesses do País.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foi ele, o Temer, que adotou no poder o entreguismo barato e irresponsável dos vendilhões da Pátria, sem nenhuma vergonha na cara e compromisso com os interesses do povo brasileiro, que no decorrer de séculos construiu o Estado nacional. Com seu programa "Uma Ponte para o Futuro"... no Inferno, evidentemente, Temer copiou e colou o programa entreguista e de lesa-pátria dos tucanos, tanto é verdade que o principal projeto de entrega das riquezas brasileiros é de autoria do tucano macambúzio José Serra, vulgo Vampiro, que atualmente anda às escondidas para escapar do foco da corrupção, mas que praticamente doou criminosamente o Pré-sal às corporações transnacionais de petróleo.

É isso, meus camaradas, Michel Temer — o Abjeto Usurpador — realizou grandes crimes contra o povo brasileiro e mesmo assim anda a deitar falação, como se ele fosse o "dono" de milhões de votos e tivesse alguma representação política quando se trata de falar com a população, o que jamais fez em sua medíocre e lamentável vida parlamentar, ordinariamente vivida em gabinetes a conspirar e realizar ações ilegais, conforme os processos que respondeu e ainda responde na Justiça, mas que estão por ora engavetados pela direita golpista que flutua pelos gabinetes e corredores de Justiça, PF e MPF.

A ideia é blindar o Temer para ele defender golpes de estado em fóruns adequados a ele e aos golpistas que lhes dão ouvidos e ainda batem palmas para esse sujeito falastrão, vaidoso e, obviamente, golpista. Temer cabe naquela frase: Traidor uma vez, traidor sempre! Não tem jeito, cara pálida! A patifaria é a marca registrada do establishment brasileiro e de seus representantes e porta-vozes, que jogam sujo, porque sujo é seu habitat.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por isso que no poder Michel Temer realizou sua "grande obra" de desmanche e desmonte do Brasil, a seguir: 1) adotou agenda econômica ultraliberal e fracassada em todo o mundo, a derreter as economias da Europa e dos Estados Unidos, a partir de 2008; 2) Adotou também uma agenda entreguista ao abrir a exploração do Pré-sal às petroleiras internacionais, além de dar o pontapé inicial para a retomada criminosa das privatizações de estatais, inclusive as estratégicas para o desenvolvimento do País; 3) congelou por 20 anos os investimentos públicos por intermédio da terrível PEC do Teto dos Gastos, a causar uma macro paralisação na economia interna e a desempregar como nunca se viu antes; e 4) por fim, colocou a cereja no bolo, quando violou perversamente os direitos trabalhistas, a precarizar o trabalho e o emprego, bem como prejudicar gravemente os interesses dos trabalhadores, que são os maiores responsáveis pelas fortunas e as vidas boas dos ricos conquistadas por meio de severa exploração de quem realmente trabalha e movimenta a economia.

E aí, o que aconteceu com o Temer? Nada. Nem para a cadeia esse sujeito leviano foi. Um golpista e usurpador que teve comparsas presos, porque foram filmados, fotografados e gravados a cometer inúmeros crimes previstos no Código de Processo Penal. Crimes em seu nome, conforme os depoimentos de tais criminosos, bem como colhidos pela Polícia Federal.

Para quem não se lembra, irei refrescar a memória. O deputado na época e ex-assessor especial de Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures (MDB/PR), que não passava de um laranja, foi preso após sair de pizzaria em São Paulo com uma mala que continha R$ 500 mil. A PF, que há algum tempo investigava tal quadrilha e fazia campana em frente ao restaurante, abordou o capataz de terno e gravata de Temer e o prendeu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entretanto, mais tarde Rocha Loures foi solto, mas a PGR pediu à Justiça Federal a condenação de tal deputado. Segundo as investigações da PF, os R$ 500 mil eram provenientes de propinas pagas pelo grupo J&F ao vice-presidente Michel Temer, que se tornou presidente daquele jeito deletério que todo mundo sabe. Além do mais, Temer foi inúmeras vezes acusado de ter ingerência no Porto de Santos durante décadas, assim como denunciado por receber propinas no decorrer desse tempo, quando foi por muitos anos deputado federal e presidente da Câmara.

Agora, Temer sai de mergulho profundo e retorna à superfície para respirar o ar putrefato que ele como golpista malévolo respira, e, conforme afirmei no início deste artigo, ele resolve continuar com seu golpismo atávico e com sua irresponsabilidade constante em seu DNA de traidor, para propor, na maior cara de pau, o seguinte: que o Brasil adote o semipresidencialismo, um sofismo para parlamentarismo. Ou seja, o Lula ganha a eleição em 2022, mas não leva, pois ficaria no papel de rainha da Inglaterra, a morar num palácio, o Alvorada, e não mandar em nada e decidir coisa alguma.

Essa é a "proposta" cafajeste de Temer — o Usurpador de Terceiro Mundo —, que entrega o poder de bandeja para o Congresso Nacional, ou seja, um Legislativo de direita, cujos inúmeros deputados e senadores deram um golpe de estado em Dilma Rousseff e estão agora a combater o STF e a apoiar, por meio do Centrão, o desgoverno fascista mais letal para os interesses do povo brasileiro e do Brasil como Nação. Não é realmente um verdadeiro golpista o tal de Temer? Hum? Não é, meus camaradas?!

Pois é, ele é muito mais do que você pensa, porque se trata de um político articulado com o empresariado brasileiro, um dos mais perversos e escravocratas do mundo, bem como tem acesso aos golpistas das Forças Armadas, PF e PGR, assim como possui tentáculos com os golpistas e privatistas internacionais, a começar pelos banqueiros e a direita estadunidense. Temer é, juntamente com o ministro da Economia, Paulo Guedes, um dos principais  interlocutores dos interesses privatistas internacionais, a começar pela diminuição do Estado, que passaria apenas a sustentar a peso de ouro as cúpulas do Legislativo, Executivo e Judiciário, a privilegiar também os militares de alta patente.

Estado para quê, não é cara pálida de classe média? Falo daquele que não consegue mais comprar carne de primeira nos açougues, viajar como viajava, consumir com assiduidade, cujo salário não tem aumento há seis anos, além de ter de agora enfrentar o desemprego, tirar os filhos da escola particular, suspender a medicina privada, regular a compra de roupas e de comestíveis não tão essenciais, mas saborosos. Isso tudo sem falar na inflação de mais de 11%, a recessão, a carestia de produtos essenciais, como comida, gás, luz, gasolina, diesel, dentre outros insumos e produtos tão necessários para o povo brasileiro tocar a vida.

O que vai ter para você, cara pálida, é estagflação, ou seja, recessão (economia paralisada) somada com alta inflação e economia dolarizada propositalmente pelos criminosos do desgoverno ultraliberal do fascista Jair Bolsonaro. Isso é para você, cara pálida, deixar de ser burro, inconsequente e irresponsável, além de analfabeto político. É para você deixar de ser um oligofrênico e passar a ter tenência na vida, ou seja: pensar, raciocinar e ponderar para, definitivamente, deixar de ser um completo idiota. Olha aí o que fizeram com o Brasil. Veja como estamos... É simplesmente surreal.

Daí vem o Michel Temer, inimigo do Brasil, falar em "semipresidencialismo" para que a Nação continue nas mãos dos abutres que ora estão no poder a se locupletar como jamais se locupletaram, pois se trata de um desgoverno de destruição nacional, e não cabe aqui quaisquer metáforas ou outra figura de linguagem. A implementação do parlamentarismo fracassou duas vezes. A proposta foi enterrada pelo povo brasileiro por duas vezes, porque a população escolheu POR DUAS VEZES o presidencialismo.

A primeira vez foi em 1963, quando a direita udenista e acostumada a dar golpes perdeu e Jango se tornou presidente de fato, além de, como vice-presidente eleito, ele ter recebido mais votos que Jânio Quadros, o presidente eleito. Naquele tempo, o vice era eleito pelo voto direto. Jango era do histórico PTB de Getúlio Vargas, Leonel Brizola e tantos outros políticos de proa.

Por sua vez, na década de 1950, Jango também foi vice de Juscelino Kubitschek e teve mais votos que o titular da cadeira de presidente da República. Enfim, João Goulart, como o é Lula, era um fenômeno eleitoral, por isso combatido e ferozmente golpeado pela direita brasileira, a mais corrupta e violenta do mundo ocidental, responsável direta por 400 anos de escravidão. Apenas isso. Ponto!

Porém, é necessário também informar que a segunda derrota por plebiscito do parlamentarismo (semipresidencialismo do malandro Temer) aconteceu em 1993, conforme determinação prevista pela Constituição, sendo que o presidencialismo há 28 anos foi escolhido novamente pela população brasileira. Venceu o presidencialismo. E lá vem o Temer com a mesma conversa para boi dormir sobre parlamentarismo e assim evitar que Lula governe plenamente em nome do povo que o elegeu pelo voto soberano e popular — o sufrágio universal.

A verdade é que, ressalto mais uma vez, quando a direita está no poder, nenhum capanga de terno e gravata sugere implementar o semipresidencialismo ou seja lá o que for. Nem pensar. Contudo, inaceitável é ter de ver um dos maiores traidores da Pátria em todos os tempos se dizer "com pressa", porque ele sugeriu e afirmou no 9º Fórum Jurídico de Lisboa, na maior cara de pau, insensatez, desfaçatez e falta de vergonha na cara, mais um golpe contra a democracia e a escolha livre por parte do povo brasileiro do candidato que governará o Brasil a partir de janeiro de 2023.

E quem lidera todas as pesquisas de inúmeros institutos em uma dianteira grande em relação ao segundo colocado Jair Bolsonaro? Lula. Simplesmente o Lula, que em 2018 também liderava as pesquisas e foi preso para não retomar os programas de governo dele e de Dilma, bem como estancar as privatizações criminosas e o desmanche do estado nacional e dos direitos dos brasileiros conquistados no decorrer de mais de um século. Petróleo, meus camaradas, e muita ganância em relação a outras riquezas, a terras, e à biodiversidade brasileira.

O pré-sal, cara pálida de classe média... Lula teria de ser preso, pois, do contrário, as quadrilhas dos dois últimos governos de direita e de extrema direita não teriam como dar continuidade a governos de exploração, pilhagem e pirataria. Nunca tão poucos ganharam tanto em cima da miséria e da pobreza dos brasileiros e da destruição do Estado brasileiro.

Querem o Estado nacional para atender os interesses da burguesia dona da casa grande e dos altos escalões da iniciativa privada e do setor público. Tudo para eles, e o estado sequestrado por essa gente de baixo nível moral e solidário, pois desprovida de projeto de País e programas de governo, porque irremediavelmente perversa, egoísta, narcísica e estúpida. Michel Temer, o Usurpador, continua golpista ao invés de estar preso e calar a boca. É isso aí.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email