Temer vai entrar na faca

"Ninguém aguenta a sonda mais que alguns dias. O tratamento é cirúrgico. Não tem outro. A cirurgia consiste na raspagem da próstata até voltar ao tamanho normal", avalia o colunista do 247 Alex Solnik sobre a obstrução urológica que levou Michel Temer ao hospital do Exército nesta quarta-feira, 25; "Depois se vê se é só um aumento natural ou cancerígeno. Dá uns quatro dias de hospital. Acusado de obstrução de Justiça, Temer já teve obstrução coronária e agora obstrução urinária", diz Solnik

Presidente Michel Temer 28/08/2017 REUTERS/Adriano Machado
Presidente Michel Temer 28/08/2017 REUTERS/Adriano Machado (Foto: Alex Solnik)

   Isso que estão dizendo que Temer teve eu tive no ano passado.

   Impossível fazer xixi.  A sensação é que você vai desfalecer de dor. A próstata aumenta de tal forma que impede a passagem da urina.

   A minha estava seis vezes maior que o normal.

   A sonda que colocaram nele – e em mim também – é desconfortável e provisória.

   Ela “faz xixi” pelo paciente.

   Muito desagradável.

   Ninguém aguenta a sonda mais que alguns dias.

   O tratamento é cirúrgico. Não tem outro.

   A cirurgia consiste na raspagem da próstata até voltar ao tamanho normal.

   Depois se vê se é só um aumento natural ou cancerígeno.

   Dá uns quatro dias de hospital.

   Acusado de obstrução de Justiça, Temer já teve obstrução coronária e agora obstrução urinária.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Presidente Michel Temer 28/08/2017 REUTERS/Adriano Machado
blog

Eros

Do jeito que estava não podia continuar. Não havendo compradores para a única mercadoria que lhes sobrava arrumaram uma maneira de ganhar a vida, uma nova

Ao vivo na TV 247 Youtube 247