Terrivelmente integralista

"Senadores que na CPI foram assertivos rasgaram a fantasia com Mendonça, aceitaram alegremente a mistura de religião com política. Sem se dar conta do mal que isso faz à democracia", escreve o jornalista Alex Solnik

www.brasil247.com - André Mendonça
André Mendonça (Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Alex Solnik 

Um dia depois de 47 senadores confirmarem André Mendonça, que jurou de pés juntos deixar a religião do lado de fora do STF, seu mentor, Jair Bolsonaro fez questão de afirmar o oposto:

“Conseguimos enviar para o STF um homem terrivelmente evangélico”.

PUBLICIDADE

Em discurso a sargentos, deu um recado indireto ao novo ministro:

“A vocês, jovens formandos, não se esqueçam de uma coisa para o resto de suas vidas: a gratidão. Ninguém nunca consegue nada sozinho. Sempre dependemos de um pai, de um irmão, de um amigo para atingir os nossos objetivos”.

Durante a sabatina, Mendonça deu mostras evidentes de que será grato a Bolsonaro pelo resto da vida.

PUBLICIDADE

Se não for, será atacado impiedosamente pelo exército virtual bolsonarista.

Ontem, senadores que na CPI foram assertivos rasgaram a fantasia com Mendonça, aceitaram alegremente a mistura de religião com política.

Sem se dar conta do mal que isso faz à democracia.

PUBLICIDADE

Religião tem dogmas; política tem debate.

Religião que forma currais eleitorais deturpa a religião e a política.

Empolgado com a vitória, Bolsonaro não se conteve. Terminou seu discurso aos formandos com o lema “Deus, pátria e família”.

PUBLICIDADE

Terrivelmente integralista.  

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email