Urgente: Haddad cresce, Bolsonaro cai

"Executivos do Ibope acabam de confirmar o que já se supunha estar acontecendo: Haddad cresce em todas as regiões e Bolsonaro cai. A curva do candidato do PT é nitidamente ascendente e a de Bolsonaro, descendente", diz o jornalista Ricardo Bruno, o primeiro a antecipar, com informações exclusivas do Ibope, que haveria segundo turno, quando Bolsonaro apareceu com mais de 50% dos votos, na apuração inicial do primeiro turno. "Neste momento a eleição está efetivamente em aberto. Bolsonaro já sabe disto: reuniu hoje sua tropa e pediu dedicação absoluta a sua eleição, sem perda de tempo com as lutas regionais pelo governos dos estados.  O apoio explícito de Ciro, que desembarca no Brasil nesta madrugada, pode ser o sopro que faltava a Haddad para acelerar seu crescimento"

Urgente: Haddad cresce, Bolsonaro cai
Urgente: Haddad cresce, Bolsonaro cai (Foto: Ricardo Stuckert)

Executivos do Ibope acabam de confirmar o que já se supunha estar acontecendo: Haddad cresce em todas as regiões e Bolsonaro cai. A curva do candidato do PT é nitidamente ascendente e a de Bolsonaro, descendente.

Não há garantia de que ocorrerá o cruzamento antes da eleição. Os institutos de pesquisa não tem como prever a velocidade destes movimentos, que são determinados, em parte, por uma reação do PT nas redes sociais com o objetivo de desconstruir Bolsonaro.

Em situações normais, seria muito difícil uma inversão de posições antes de domingo. Contudo, esta eleição tem apresentado um grau de imprevisibilidade tão grande que impede qualquer prognóstico seguro dos especialistas em pesquisa. 0 “tudo pode a acontecer” não é uma frase de efeito desprovida de razoabilidade. Neste momento a eleição está efetivamente em aberto.

Bolsonaro já sabe disto: reuniu hoje sua tropa e pediu dedicação absoluta a sua eleição, sem perda de tempo com as lutas regionais pelo governos dos estados. 

O apoio explícito de Ciro, que desembarca no Brasil nesta madrugada, pode ser o sopro que faltava a Haddad para acelerar seu crescimento.

A pesquisa do DataFolha, divulgada ha pouco, confirma com números a informação: em uma semana, a diferença entre Bolsonaro e Haddad caiu de 18 para 12 pontos percentuais. Um inequívoco movimento de avanço de Haddad sobre as hostes de Bolsonaro.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247