Vamos tomar de volta o pré-sal e hidrelétricas

Então, gaviões da ExxonMobil, Shell, Petrogal, CNOOC, CNODC, Statoil, QPI, BP, entre outros, não venham depois dizer que o Brasil é caloteiro, que não foram avisados. Seus executivos sabem muito bem que o Brasil sofreu um golpe de estado e que os que hoje se dizem autoridades no país, não passam de criminosos comuns, entreguistas envolvidos até a alma com corrupção

Operário checa amostra de petróleo na plataforma Cidade Angra dos Reis, no campo de Lula, a cerca de 300 km da costa do Rio de Janeiro. A Petrobras vai aumentar a produção neste ano com a operação de projetos atrasados e a entrada de plataformas previstas
Operário checa amostra de petróleo na plataforma Cidade Angra dos Reis, no campo de Lula, a cerca de 300 km da costa do Rio de Janeiro. A Petrobras vai aumentar a produção neste ano com a operação de projetos atrasados e a entrada de plataformas previstas (Foto: Chico Vigilante)

Quando um banco nos empresta dinheiro para comprar uma casa ou um carro quer garantias de que teremos condições de pagar para não ficar no prejuízo não é assim?

Quando uma multinacional investe em outro país quer garantias de que terá bons lucros e por muitos anos.

Ficam alertas para o fato do país ter instituições fortes e em funcionamento; leis claras e respeitadas; dirigentes com alto grau de credibilidade; economia estável e paz social.

O Brasil está longe disso.

A compra do Pré-sal por multinacionais ( a preço de banana em final de feira ) e a preparação da venda de empresas do setor energético e hidrelétricas brasileiras para grandes empresas internacionais é o pior negócio que já vi nos últimos tempos.

Não só para nós brasileiros- que vemos nossas riquezas entregues a preço de banana - mas também para os compradores.

Estes estão dando um salto no escuro porque no cenário político do Brasil atual não existe nenhuma das condições mínimas de garantia de que terão sossego e segurança para continuar aqui sugando nossas riquezas.

O presidente é corrupto, líder de uma quadrilha de bandidos que comprou votos para tirar uma presidente eleita e colocá-lo no lugar, e continua comprando para mantê-lo lá. Em qualquer país sério Temer já era.

As instituições acabam funcionando, mas estão podres e cheiram mal aos olhos da sociedade.

O Executivo tem vários ministros indiciados e alguns ex-ministros presos. O Legislativo virou piada internacional e inspiração para charges de ratazanas em ação. O Judiciário está atolado em denúncias de corrupção, tráfico de influência e participação no crime organizado, que vão do STF aos comandos das Polícias Militares estaduais.

A ojeriza da população contra Temer passa de 90%, e já foi testada pela maioria dos institutos de pesquisa do país.

Seu partido, o PMDB, desmoralizado com o capo máximo, Eduardo Cunha, na cadeia, condenado a mais de 15 anos por lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Por sinal, pena muito branda para quem continua comandando a distribuição de propinas de dentro da cadeia, mas esse é outro problema.

Os tucanos, principais aliados de Temer no golpe, estão tão sujos quanto. Sem força, rachados e desmoralizados pela não cassação de Aécio Neves, que com a anuência do STF não foi para a cadeia por todos os mal feitos em MG e indícios de ilícitos que a Nação toda acompanhou nos últimos meses.

Resumo da ópera. São todos entreguistas mas aqui vai um recado aos compradores do Brasil: estão correndo risco de perderem seus investimentos aqui porque é unanimidade nas esquerdas o fato de que o povo brasileiro tem que se unir e retomar nosso patrimônio alienado em desrespeito à Constituição.

Então, gaviões da ExxonMobil, Shell, Petrogal, CNOOC, CNODC, Statoil, QPI, BP, entre outros, não venham depois dizer que o Brasil é caloteiro, que não foram avisados.

Seus executivos sabem muito bem que o Brasil sofreu um golpe de estado e que os que hoje se dizem autoridades no país, não passam de criminosos comuns, entreguistas envolvidos até a alma com corrupção.

Esses abutres sabem que os golpistas não receberam mandato do povo para vender o país, nem muito menos para oferecer renúncia fiscal por 40 anos, tirando trilhões da União e dos brasileiros, principalmente da educação.

O ano de 2018 está ai. Lula lidera em todas as pesquisas e cresce a cada dia.

A Caravana Lula atrai multidões por onde passa. Dos vários estados do Nordeste a Minas Gerais, estado do golpista Aécio Neves, Lula repetiu que será candidato e se vencer fará um referendo para deslegitimar as ações de Temer.

Vai tomar de volta o que multinacionais adquirirem em processos ilegais do desgoverno Temer. É claro que vai porque a maioria da população dirá não a entrega de uma das maiores reservas petrolíferas do mundo.

Assim como também diremos não às reformas trabalhista, da previdência, da saúde, da educação, e ao fim dos programas sociais da era Lula e Dilma que tiraram da miséria 40 milhões de brasileiros e deram tanto a tantos outros.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247