Veja intensifica campanha pela prisão de Lula para facilitar a vida eleitoral do PSDB

Veja vai direto ao ponto que interessa ela e aos golpistas: as consequências eleitorais da condenação e a possível prisão de Lula para tirá-lo da disputa presidencial de outubro. Sem o petista no páreo, calcula, aumentam as chances de o tucano Geraldo Alckmin chegar ao Palácio do Planalto

Veja vai direto ao ponto que interessa ela e aos golpistas: as consequências eleitorais da condenação e a possível prisão de Lula para tirá-lo da disputa presidencial de outubro. Sem o petista no páreo, calcula, aumentam as chances de o tucano Geraldo Alckmin chegar ao Palácio do Planalto
Veja vai direto ao ponto que interessa ela e aos golpistas: as consequências eleitorais da condenação e a possível prisão de Lula para tirá-lo da disputa presidencial de outubro. Sem o petista no páreo, calcula, aumentam as chances de o tucano Geraldo Alckmin chegar ao Palácio do Planalto (Foto: Esmael Morais)

A revista Veja antecipa a capa desta semana apostando na prisão do ex-presidente Lula nos próximos 40 dias. Ela compara graficamente a situação atual a dos anos 80, quando o petista foi preso pela ditadura militar.

“Sim, é isso mesmo, a condenação e a desejada prisão de Lula são, a rigor, o mesmo agora e o mesmo que se refletia na sua foto do DOPS, em plena ditadura”, escreve o jornalista Fernando Brito, editor do blog Tijolaço.

Veja vai direto ao ponto que interessa ela e aos golpistas: as consequências eleitorais da condenação e a possível prisão de Lula para tirá-lo da disputa presidencial de outubro. Sem o petista no páreo, calcula, aumentam as chances de o tucano Geraldo Alckmin chegar ao Palácio do Planalto.

Note o caríssimo leitor que a preocupação do semanário com a corrupção caiu a zero. Ele só continua pensando naquilo: eleições 2018… Corrupção sempre foi apenas a cortina de fumaça para justificar a violência estatal contra Lula.

O senador Roberto Requião (MDB-PR) tem uma clássica recomendação sobre a publicação da Editora Abril: “Veja, não compre. Se comprar, não leia. Se ler, não acredite. Se acreditar, relinche.”

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247