4ª Câmara do MPF pede investigação contra Salles por crimes de improbidade e responsabilidade

4ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF, ingressou com um pedido junto a PGR e a Procuradoria Geral do Distrito Federal para investigar se o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, incorreu nos crimes de improbidade e responsabilidade

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles
O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público Federal (MPF), por meio da  4ª Câmara de Coordenação e Revisão, ingressou com um pedido junto a Procuradoria Geral da República (PGR) e a Procuradoria Geral do Distrito Federal para que seja aberta uma investigação para apurar se o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, incorreu nos crimes de improbidade e responsabilidade 

Segundo o órgão do MPF, responsável por questões relacionadas ao meio ambiente, desde o início da atual gestão existe "flagrante violação" quanto a proteção do setor. A representação também destaca a participação de na reunião ministerial do dia 22 de abril, quando ele disse  que era necessário aproveitar que as atenções estavam voltadas para o combate à pandemia do novo coronavírus para “passar a boiada” na legislação ambiental. 

"Observa-se que as declarações do Ministro de Estado durante o vídeo revelam clara intenção de promover a desregulamentação do Direito Ambiental pátrio, oportunamente no período da pandemia, galgando-se do foco em problemas a ela associados pela mídia e população, em flagrante infringência aos princípios da Administração Pública da moralidade, eficiência, legalidade, impessoalidade e publicidade", diz o documento, segundo reportagem do jornal O Globo

Ainda conforme o órgão do MPF, a alteração da legislação defendida por Salles "servirá aos interesses de uma seleta parte da sociedade em detrimento da coletividade”. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247