Acidente entre ônibus, carreta e ambulâncias deixa ao menos 15 mortos no ES

Acidente envolvendo um ônibus, uma carreta e duas ambulâncias na BR-101, em Guarapari (ES), deixou pelo menos 15 pessoas mortas; ônibus fazia o trajeto de São Paulo para Vitória e pegou fogo após o choque com a carreta que transportava pedras; maioria das vítimas morreu carbonizada; ambulâncias envolvidas no acidente são dos municípios de Alfredo Chaves e Jerônimo Monteiro

Acidente envolvendo um ônibus, uma carreta e duas ambulâncias na BR-101, em Guarapari (ES), deixou pelo menos 15 pessoas mortas; ônibus fazia o trajeto de São Paulo para Vitória e pegou fogo após o choque com a carreta que transportava pedras; maioria das vítimas morreu carbonizada; ambulâncias envolvidas no acidente são dos municípios de Alfredo Chaves e Jerônimo Monteiro
Acidente envolvendo um ônibus, uma carreta e duas ambulâncias na BR-101, em Guarapari (ES), deixou pelo menos 15 pessoas mortas; ônibus fazia o trajeto de São Paulo para Vitória e pegou fogo após o choque com a carreta que transportava pedras; maioria das vítimas morreu carbonizada; ambulâncias envolvidas no acidente são dos municípios de Alfredo Chaves e Jerônimo Monteiro (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Yara Aquino, repórter da Agência Brasil - Um acidente no início da manhã de hoje (22) envolvendo um ônibus, uma carreta e duas ambulâncias na BR-101, em Guarapari (ES), deixou pelo menos 15 pessoas mortas. O ônibus fazia o trajeto de São Paulo para Vitória e pegou fogo após o choque com a carreta que transportava pedras. A maioria das vítimas morreu carbonizada.

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Espírito Santo, as equipes de socorro estão no local verificando se há mais mortos e feridos.

As ambulâncias envolvidas no acidente são dos municípios de Alfredo Chaves e Jerônimo Monteiro. O ônibus é da empresa Águia Branca.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247