Acuado, Moro agora diz que a “Lava Jato está sob ataque”

"Nesse momento no qual a Lava Jato está sob ataque será bom contra-atacar com propostas de aprimoramento para o combate à corrupção", afirmou o ex-ministro Sérgio Moro, após a nova Vaza Jato apontar uma cooperação fora da lei entre o FBI e a Operação Lava Jato

Sérgio Moro
Sérgio Moro (Foto: Marcelo Camargo - Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Acuado com as novas revelações da Vaza Jato, o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro criticou a reportagem da Agência Pública em parceria com o Intercept Brasil, após a matéria apontar uma relação ilegal entre o FBI e a Operação Lava Jato. 

"Nesse momento no qual a Lava Jato está sob ataque será bom contra-atacar com propostas de aprimoramento para o combate à corrupção. Lista para PGR, mandato para DG/PF, fim do foro privilegiado, execução da condenação em segunda instância, entre outros", postou o ex-juiz no Twitter.

De acordo com uma das revelações da Vaza Jato, o procurador Deltan Dallagnol admitiu que a Polícia Federal preferia tratar diretamente com os Estados Unidos um pedido de extradição de um suspeito da Lava Jato em vez de seguir as vias formais, ou seja, sem passar pela secretaria de Cooperação Internacional da Procuradoria-Geral da República nem pelo ministério da Justiça. 

"A questão não é de conveniência. É de legalidade, Delta", alertou o procurador Vladimir Aras. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247