Acusação contra Lula e Dilma pode gerar abusos, diz InSight Crime

O instituto internacional de pesquisa InSight Crime afirmou que a denúncia do procurador-geral da República sobre a formação de uma organização criminosa pelo ex-presidente Lula e pela presidente deposta Dilma Rousseff pode gerar um precedente preocupante, com abertura de margem para abusos; "Por mais que isso seja justificado em muitos casos em que líderes se protegeram e conseguiram esconder seus benefícios, esta poderosa ferramenta jurídica também pode facilmente ser abusada'', diz a entidade

O instituto internacional de pesquisa InSight Crime afirmou que a denúncia do procurador-geral da República sobre a formação de uma organização criminosa pelo ex-presidente Lula e pela presidente deposta Dilma Rousseff pode gerar um precedente preocupante, com abertura de margem para abusos; "Por mais que isso seja justificado em muitos casos em que líderes se protegeram e conseguiram esconder seus benefícios, esta poderosa ferramenta jurídica também pode facilmente ser abusada'', diz a entidade
O instituto internacional de pesquisa InSight Crime afirmou que a denúncia do procurador-geral da República sobre a formação de uma organização criminosa pelo ex-presidente Lula e pela presidente deposta Dilma Rousseff pode gerar um precedente preocupante, com abertura de margem para abusos; "Por mais que isso seja justificado em muitos casos em que líderes se protegeram e conseguiram esconder seus benefícios, esta poderosa ferramenta jurídica também pode facilmente ser abusada'', diz a entidade (Foto: Aquiles Lins)

247 - O instituto internacional de pesquisa InSight Crime, com sedes em Medelín em Washignton, afirmou que a denúncia do procurador-geral da República sobre a formação de uma organização criminosa pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela presidente deposta Dilma Rousseff, ambos do PT, pode gerar um precedente preocupante, com abertura de margem para abusos. 

Segundo o texto em que a organização analisa a denúncia, um problema sério é saber onde os procuradores vão determinar o limite para usar a acusação de conspiração no caso do PT e de outros partidos.

''A corrupção está infiltrada e, na verdade, redes de corrupção existem desde a época da ditadura militar que governou o país entre os anos 1960 e 1980. Se os procuradores forem bem-sucedidos em provar a acusação, autoridades podem ser capazes de envolver muitos outros na mesma rede de conspiração. Por mais que isso seja justificado em muitos casos em que líderes se protegeram e conseguiram esconder seus benefícios, esta poderosa ferramenta jurídica também pode facilmente ser abusada'', diz o texto (leia o material em inglês).

''A mudança faz parte de uma série de acusações pouco firmes que já passaram pelo sistema judiciário'', diz. ''A corrupção que afeta os sistemas político e econômico do Brasil é tão profundamente enraizada e descentralizada que é pouco provável que alguns indivíduos realmente tenham gerenciado as atividades reveladas pela investigação'', complementa.

As informações são do blog Brasilianismo

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247