Advogado diz que suposto "hacker" tem problemas psiquiátricos

O advogado Luiz Gustavo Delgado, que representa Walter Delgatti Neto, preso por suspeita de ter invadido o celular de Sérgio Moro, levou comida, remédios de uso controlado e um cobertor para seu cliente em Brasília; "Conversei com ele. Ele tem problemas psiquiátricos. Está atordoado", afirmou o defensor

(Foto: Reprodução)

247 - O advogado Luiz Gustavo Delgado, que representa Walter Delgatti Neto, preso na Operação Spoofing, levou comida, remédios de uso controlado e um cobertor para seu cliente na tarde desta quarta-feira (24) na Superintendência da Polícia Federal em Brasília. Neto é suspeito de ter invadido o celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que vê crime na divulgação de diálogos entre ele e procuradores da Lava Jato.

O advogado disse que ainda não teve acesso ao inteiro teor do inquérito. "Ele (Walter) prestou um depoimento. Eu não tive acesso ainda. Vou ver as medidas cabíveis no caso do meu cliente", afirmou. "Conversei com ele. Ele tem problemas psiquiátricos. Está atordoado", acrescentou. Os relatos foram publicados no Blog do Fausto Macedo

As troca de mensagens divulgadas pelo Intercept Brasil vêm demonstrando, desde junho, que Moro extrapolou suas funções ao interferir no trabalho de membros do Ministério Público Federal (MPF-PR). O ex-juiz feriu a equidistância entre magistrado e a parte acusatória. Moro sugeriu, por exemplo, acréscimo de informações na produção de provas contra um réu e negociou acordos de delação premiada.


Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247