Aécio prega "serenidade" sobre lista de políticos

O senador Aécio Neves (PSDB) afirmou, nesta terça (3), que todos devem ter "muita serenidade" diante da chegada dos processos de investigação contra políticos envolvidos no esquema de corrupção que está sendo investigado pela Operação Lava Jato; questionado sobre a inclusão do presidente do Senado, Renan Calheiros, e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, entre os citados nos pedidos de investigação, o tucano sugeriu "aguardar que a Justiça faça o seu trabalho"; a PGR enviou, nesta terça, 28 pedidos para investigar 54 pessoas envolvidas

O senador Aécio Neves (PSDB) afirmou, nesta terça (3), que todos devem ter "muita serenidade" diante da chegada dos processos de investigação contra políticos envolvidos no esquema de corrupção que está sendo investigado pela Operação Lava Jato; questionado sobre a inclusão do presidente do Senado, Renan Calheiros, e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, entre os citados nos pedidos de investigação, o tucano sugeriu "aguardar que a Justiça faça o seu trabalho"; a PGR enviou, nesta terça, 28 pedidos para investigar 54 pessoas envolvidas
O senador Aécio Neves (PSDB) afirmou, nesta terça (3), que todos devem ter "muita serenidade" diante da chegada dos processos de investigação contra políticos envolvidos no esquema de corrupção que está sendo investigado pela Operação Lava Jato; questionado sobre a inclusão do presidente do Senado, Renan Calheiros, e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, entre os citados nos pedidos de investigação, o tucano sugeriu "aguardar que a Justiça faça o seu trabalho"; a PGR enviou, nesta terça, 28 pedidos para investigar 54 pessoas envolvidas (Foto: Valter Lima)

247 - O senador Aécio Neves (PSDB) afirmou, nesta terça-feira (3), que todos devem ter "muita serenidade" diante da chegada dos processos de investigação contra políticos envolvidos no esquema de corrupção que está sendo investigado pela Operação Lava Jato em contratos da Petrobras.

Questionado sobre a informação de que o presidente do Senado, Renan Calheiros, e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, estão entre os citados nos pedidos de investigação, o tucano afirmou que ainda não tinha essas notícias.

"Acho que agora todos temos de ter muita serenidade e aguardar que a Justiça faça o seu trabalho", afirmou.

A procuradoria-geral da República enviou na noite desta terça 28 pedidos para investigar 54 pessoas envolvidas na Operação Lava Jato.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247