Agente que investigou Cachoeira é assassinado

O agente Wilton Tapajós Macedo, que participou da Operação Monte Carlo, levou dois tiros na nuca dentro de cemitério em Brasília, quando visitava o túmulo do pai

Agente que investigou Cachoeira é assassinado
Agente que investigou Cachoeira é assassinado (Foto: Edição/247)
Siga o Brasil 247 no Google News

Brasília 247 – Por volta das 15h da tarde desta terça-feira 17, o policial federal Wilton Tapajós Macedo, de 54 anos, foi assassinado enquanto visitava o túmulo do pai no cemitério Campo da Esperança, no Plano Piloto. Um jardineiro do cemitério testemunhou o crime e acionou a polícia. Tapajós atuou na Operação Monte Carlo, que levou o bicheiro Carlinhos Cachoeira, entre outros, à prisão. Há relatórios da operação assinados por Tapajós. 

O agente também foi candidato a deputado distrital em 2010. Tapajós da Polícia Federal, como era conhecido, se candidatou pela Frente Trabalhista Democrata Cristã (PSDC e PTdoB). O policial levou dois tiros na nuca e, mesmo armado, não conseguiu reagir. O policial chegou a ser atendido pelo Corpo de Bombeiros com vida, mas não resistiu.

O criminoso fugiu usando o carro do filho da vítima, um Gol branco. Segundo a polícia, ainda não há suspeita dos autores do assassinato. Tapajós trabalhava há cerca de 20 anos na Polícia Federal em Brasília. Foi dirigente do Sindicato da Polícia Federal e candidato a deputado distrital. A administração do cemitério informou que tem quatro equipes de segurança trabalhando no local e que já entregou as imagens das câmeras de segurança.

Com informações do Correio Braziliense, G1 e Band News.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email