AGU recorre de decisão que suspendeu nomeação de presidente da Fundação Palmares

Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu da decisão do juiz da 18ª Vara Federal do Ceará, que suspendeu a nomeação de Sérgio Camargo para presidir a Fundação Palmares. Suspensão foi determinada após a Justiça acatar uma ação questionando as posições e críticas feitas por Camargo contra o movimento negro

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu da decisão do juiz Emanuel Guerra, da 18ª Vara Federal do Ceará, que suspendeu a nomeação do militante de direita e jornalista Sérgio Camargo para presidir a Fundação Palmares. O recurso da AGU foi impetrado na última sexta-feira (6).

A suspensão da nomeação foi determinada após o magistrado Ceará, acatar uma ação popular questionando as posições e críticas feitas  por Camargo contra os movimentos em defesa dos direitos da população negra.

 Segundo o advogado Hélio de Sousa Costa, teria ocorrido um desvirtuamento na nomeação e as declarações feitas por ele nas redes sociais eram incompatíveis com o funcionamento da Fundação Palmares, que atua no combate ao racismo e ao preconceito no Brasil. 

A AGU informou que iria comentar os detalhes do recurso para não atrapalhar a estratégia processual adotada. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247